A verdade sobre o idoso que era "isca" para golpe 

A verdade sobre o idoso que era "isca" para golpe 

Compartilhe esse conteúdo

598dbbb58a8d3601c46c2cb8.jpg

Uma das imagens que tem sido compartilhada no Whatsapp

Há cerca de três dias o NOVOWhats (991133526) não para de receber a imagem de um idoso e áudios relatando que as pessoas tomem cuidado porque ele seria "isca" para assaltos e golpes. O NOVO foi atrás para checar essa informação. 

E descobriu que até agora não há nada de oficial confirmando isso. E que nenhuma queixa foi registrada na 5ª Delegacia de Polícia, área onde supostamente teria ocorrido o golpe.  

Essa checagem foi feita com a ajuda da Associação de Delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol).

Toda essa história começou quando esse senhor da foto estava caminhando por Morro Branco e parecia precisar de ajuda. Ele estava chorando. O corretor de seguros Pedro Gurgel viu a situação e tentou ajudar. Foi ele inclusive que fez a primeira imagem do idoso. 

Segundo as informações publicadas pelo corretor, o homem chama-se Antonio Luiz, disse morar em Ceará-Mirim e alegou estar precisando de ajuda para comprar um medicamento que custa mais de R$ 200,00, a caixa.  Também segundo ele, o idoso havia sido professor de música para crianças e adolescentes.. 

Após isso, o idoso foi deixado numa parada de ônibus para poder supostamente retornar a Ceará-Mirim. 

Sensibilizado, pedro Gurgel começou uma campanha para ajudar o homem, pelo Facebook. E conseguiu coletar R$ 2703,00 doados por cerca de 50 pessoas.  

Após a coleta, ele se dirigiu a Ceará-Mirim para fazer a doação. E não encontrou o idoso. 

"Ao chegar em Ceará-Mirim descobri que a rua informada por ele não existia. Então fui à Igreja matriz (ele disse que morava por tràs), consultei o padre, o pessoal que auxilia na secretaria da  igreja, o coroinha, os fiéis mais idosos e nehum deles sequer viu o Senhor Antonio Luiz", contou.    

Ele ainda insistiu mais na busca, mas não deu certo. Todo esse relato foi postado no Facebook. E foi lá que outras pessoas apareceram apontando o idoso como suposto integrante de uma quadrilha que fazia assaltos. E do facebook essa história pulou para o Whatsapp, com um monte de áudios de pessoas que viram esse senhor ou que tomaram conhecimento de alguém que teria sido vítima dele. Algumas mensagens pregavam que ele deveria ser "punido" sem intervenção da polícia.  

Segundo o NOVO checou, não há confirmação oficial sobre a ligação do idoso e assaltos. Mas há realmente o relato de um roubo que ocorreu no momento em que tentavam ajudar esse senhor. Não está descartada a possibilidade de que ele tente conseguir dinheiro contando uma história falsa, o que também é crime.     

ENCONTRADO

A informação mais recente é que na Paraíba - onde a história também viralizou - a Polícia Militar conseguiu encontrar o homem. E fez um esclarecimento oficial informando que não há até agora nenhuma comprovação da participação dele em golpes ou assaltos.

De acordo com informações oficiais, ele foi localizado numa pousada da capital da Paraíba, João Pessoa;  tem mais de 70 anos de idade e seria da Bahia. 

Os policiais da Paraíba está entrando em contato com a polícia do Rio Grande do Norte para confirmar que aqui também não há nenhum caso denunciado. 

Tanto na Paraíba quanto no Rio Grande do Norte, as autoridades fizeram um alerta do perigo que é compartilhar informações não confirmadas. 

O NOVO endossa esse alerta. Informação é algo muito sério e - nesse caso - poderia ter resultado em algo grave. Na dúvida, manda o caso para o NOVOWhats (991133526). A gente checa e alerta se é verdade ou não. Em casos como esse, caso a pessoa seja avistada, o correto a fazer é chamar a Polícia e esclarecer oc aso com a participação das autoridades.   

BOA NOTÍCIA 

Mas essa história não termina assim. Teve uma parte boa, um final feliz. A doação que o corretor de seguro não conseguiu fazer ao idoso acabou sendo direcionada para o Lar da Vovozinha e o Insituto Juvino Barreto. 

Ou seja: pessoas que realmente precisam acabaram sendo beneficiadas pela iniciativa dele e pela colaboração de todas as pessoas que tiveram a intenção de ajudar.