Leitores do NOVO registram piores paradas de ônibus

Leitores do NOVO registram piores paradas de ônibus

Compartilhe esse conteúdo

O NOVO iniciou há sete dias, pelas redes sociais, a campanha “Essa minha parada” (#essaminhaparada). A iniciativa pretende denunciar as péssimas condições de abrigos para os usuários do transporte público de Natal. Os leitores foram convidados a enviar flagrantes das instalações espalhadas por toda a cidade e assim fizeram. 

De acordo com a resposta dos leitores, a qualidade das paradas de ônibus de Natal é recebe fortes criticas. As imagens denunciam locais sem cobertura, sem conforto ou segurança. A campanha teve início a partir de uma reportagem que contou a história de uma parada de ônibus construída pela população no bairro Nordeste. 

A edição de hoje mostra uma coletânea de flagrantes dos equipamentos públicos. O leitor Jadson Santos, por exemplo, fotografou as paradas sem cobertura ao longo da Avenida Bernardo Vieira. Já Tallyson Moura mostrou a falta de equipamento de proteção numa das principais via de Natal, a BR-101. Adriel Medeiros flagrou o sufoco de um grupo de passageiros, abaixo de sol escaldante, procurando proteção na sombra de um poste de iluminação. O local não tem parada de ônibus. 

A ideia é continuar a campanha “Essa minha parada” (#essaminhaparada) nos canais do NOVO (site, impresso, redes sociais, whatsapp). O NOVO pede aos leitores imagens (fotos ou vídeos) das paradas públicas, com informações sobre o local. 

 

STTU inicia trabalho de instalação de novos abrigos

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) iniciou esta semana a instalação de novos abrigos de passageiros nas paradas de ônibus e transporte opcional da cidade. Equipamentos já foram instalados nas avenidas João Medeiros Filho, Senhor do Bonfim (Zona Norte) e na Rua Ataulfo Alves, no bairro da Candelária (Zona Sul).

Hoje, a capital potiguar tem 591 abrigos funcionando. As novas instalações são feitas em estrutura de ferro, com coberturas de acrílico e contam com bancos que oferecem mais conforto aos usuários. Também foram reformados os abrigos ao longo da Avenida João Medeiros Filho.

A implantação dos novos abrigos, assim como a recuperação dos existentes, vai contemplar áreas previamente identificadas.