Prefeitura explica processo de reurbanização das orlas da cidade

Prefeitura explica processo de reurbanização das orlas da cidade

Compartilhe esse conteúdo

A revitalização das praias urbanas de Natal, entre outras medidas, depende das obras de enrocamento e engorda da Praia de Ponta Negra e enrocamento das praias da Zona Leste. O enrocamento consiste na fixação de um conjunto de blocos de pedra para conter a erosão provocada pelo avanço do mar. A engorda, por sua vez, requer o transporte de material sólido do fundo do mar para ampliar a faixa de areia da praia.
 
Em Ponta Negra o processo de enrocamento foi concluido e a engorda está em fase de estudo para que possa ser executada entre o segundo semestre de 2018 e o primeiro semestre de 2019. O material sólido utilizado para a engorda deve ser retirado de praia de Areia Preta. A obra deve utilizar 1,6 milhão de toneladas de resíduos. Os últimos estudos apontaram um custo de R$ 56 milhões para finalizar as obras na praia de Ponta Negra. Neste valor está incluido o serviço que contempla o aumento de 23m na faixa de areia durante a maré cheia, mais 2 km de enrocamento e os estudos ambientais necessários, além da construção de novas escadas de acesso. Os recursos devem ser disponibilizado pelo Ministério da Integração, de acordo com o secretário municipal de Obras e Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto.
 
No que diz respeito as praias da Zona Leste, o secretário explica que houve um processo intenso de erosão em outubro de 2014, que teve a Praia dos Artistas como área mais comprometida. O enrocamento da área estava em processo de licenciamento, quando o quadro se agravou e a Promotoria do Município decretou estado de emergência para agilizar os trâmites. A obra foi iniciada e de acordo com o secretário Tomaz Neto “está adiantada com o cronograma”. A promotoria estipulou um prazo de 90 dias, que foi prorrogado por mais 90 dias, como estava previsto inicialmente.
 
O enrocamento deve acontecer em dois trechos: o primeiro com 650m e o segundo com 670m. A obra está orçada em R$ 8,1 milhões. A verba deve ser disponibilizada pelo Ministério do Turismo e prevê também a construção de novas escadas de acesso à praia.
 
Sobre as praias que ainda não possuem banheiros públicos, o secretário afirma que existem um projeto que está sendo finalizado para a Praia da Redinha, que prevê a padronização das calçadas e a instação dos banheiros. A perspectiva de Tomaz Neto é de que a obra seja licitada entre os meses de janeiro e fevereiro e tenha início entre o final de março e o início de abril. No que diz respeito à Areia Preta, o secretario afirma que a falta de quiosques e banheiros foi um pedido dos moradores da região.
 
“Areia Preta nunca teve quiosques nem banheiros públicos e a Associação de Moradores da região se pronunciou dizendo que não quer. Naquele trecho a calçada é estreita, então seria necessário estreitar o pavimento e o trânsito ali é intenso”, explica o secretário.
 
Na praia de Ponta Negra, além dos obras de engorda e enrocamento, a secretária adjunta da Semurb (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo), afirma que está sendo desenvolvido um projeto piloto de reorganização da praia. O objetivo é destinar espaços para a prática de esportes, regularizar o comércio ambulante, fiscalizar a venda de alimentos e melhorar o trânsito. A perspectiva é de que as primeiras ações tenham início em janeiro de 2017, mas ainda não existe uma data precisa. “Ainda estamos nos reunindo com a prefeitura e com as outras secretarias, mas neste verão algumas medidas já devem ser aplicadas e, a partir de Ponta Negra, o projeto deve ser estendido a outras praias”, explica a secretária.
 
No que diz respeito aos banheiros, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) declara, através de sua assessoria de imprensa, que estão em fase final de revitalização e que por isso alguns estão fechados na Praia do Meio. “Estamos fazendo uma revisão geral que inclui sistema elétrico e hidráulico. Essas revitalizações precisam ser periódicas por causa da depredação”, explica a assessora Fernanda Souza. A manutenção deve ser finalizada essa semana.