Problemas de saúde bucal podem afetar o coração de maneira grave

Problemas de saúde bucal podem afetar o coração de maneira grave

Compartilhe esse conteúdo

Poucos sabem, mas a saúde bucal tem muito a ver com um coração saudável. A endocardite infecciosa é uma doença que afeta as paredes internas do coração ou suas válvulas e que tem como uma das causas a má conservação dos dentes. A doença será um dos assuntos abordados durante o curso "O que a saúde da sua boca tem a ver com seu coração", que será ministrado na próxima quinta-feira, dia 05, às 15h, pela Faculdade Maurício de Nassau, unidade Natal. A palestra, com duração de duas horas, faz parte do projeto Capacita que oferece neste mês de janeiro cursos gratuitos à população. 
 
O coordenador do curso de Odontologia, Álvaro Benevides, alerta que a endocardite é uma doença silenciosa, desenvolvida a médio e longo prazo, podendo levar à morte se não tratada. Raro em pessoas que têm o coração normal, o problema afeta principalmente aqueles que já possuem problemas cardíacos como, por exemplo, os transplantados, pacientes que fazem usos de anticoagulantes e portadores de febre reumática.
 
"Quando já há defeitos no coração, o paciente fica mais vulnerável. Isso acontece porque o tecido cardíaco defeituoso pode ser infectado por bactérias e outros micro-organismos como fungos e vírus existentes na boca. Eles chegam lá através da corrente sanguínea", explica o professor. Por isso, ele aponta que é necessário estar atento à saúde bucal, pois problemas como gengivite e periodontite deixam o coração mais propício à endocardite. Pacientes sem dentes também correm mais riscos. O tratamento da doença é feito pelo médico cardiologista (e se constatada que a origem da infecção é na boca) em conjunto com o dentista que vai sanar os problemas bucais parando o processo infeccioso.
 
A palestra sobre endocardite infecciosa será realizada no bloco de Capim Macio, localizado na Avenida Engenheiro Roberto Freire, número 1514. As inscrições são gratuitas podem ser feitas no site extensao.uninassau.edu.br.