Saiba como cuidar do seu pet no verão

Compartilhe esse conteúdo

No Brasil, todos os anos começam e terminam com o clima ensolarado do verão. Natal, por sua vez, durante muitos anos foi conhecida como a “cidade do sol”, devido às poucas chuvas e altas temperaturas que caracterizam o clima da cidade. Além de representar um período de férias, praia e alegria, o verão pode trazer alguns problemas como desidratação e doenças dermatológicas causadas pelo excesso de calor. 
 
Estes problemas que se intensificam durante a época mais quente do ano também afetam os pets. Caso o tutor não esteja atento a questões como alimentação, banhos, tosa e horários de caminhada, o período pode se transformar em um incômodo para o seu animal.  Por isso, o NOVO preparou um guia com os principais cuidados que você deve ter para manter o seu bichinho saudável durante o verão. 
 
 
De acordo com o veterinário Fabrício Marinho, os cuidados com os animais nos dias mais quentes estão todos baseados em evitar exposição ao sol entre 10h e 16h e manter o seu pet hidratado. “Com a chegada do verão e aumento da temperatura, a nossa preocupação com o bem estar dos animais deve ser redobrada. Eles também precisam de tempo para se adaptar ao calor e a umidade, mas diferente dos humanos eles não transpiram. A respiração é a único mecanismo responsável por controlar a temperatura corporal dos animais”, explica.
 
E complementa “em dias mais quentes eles tendem a trocar mais calor com o ambiente, então os animais podem ficar desidratados e apresentar sintomas como vômito ou falta de apetite. A pele também é outra preocupação, pois a exposição excessiva ao sol pode causar problemas dermatológicos, como fungos, feridas e até câncer de pele”. 
 
Cuidados 
com a pele
 
No verão os animais ficam mais suscetíveis a doenças dermatológicas como fungos, infecções bacterianas, feridas e câncer de pele. De modo geral, esses problemas são causados por exposição excessiva ao sol.
 
O recomendado é que os animais não sejam expostos ao sol entre às 10h e às 16h, principalmente os cães e gatos albinos, que são mais sensíveis a exposição solar e mais suscetíveis a problemas dermatológicos. 
 
Com exceção aos animais que já possuem algum problema de pele, o ideal é que a frequência dos banhos seja de uma vez por semana, o que mantém o pelo hidratado e ajuda o seu animal a enfrentar o calor. Após o banho, é preciso ficar atento para secar bem o pet. Deixar o pelo úmido pode causar problemas de pele, como dermatites.
 
Além das doenças dermatológicas, a proliferação pulgas, carrapatos e insetos transmissores de doenças é maior durante o verão, pois o calor e a umidade criam um ambiente mais propício e esses insetos. É recomendado usar repelentes próprios para animais e evitar locais com muitos cães ou gatos porque grande parte destes problemas pode ser transmitida de um animal para o outro.
 
Alimentação
 
É preciso garantir que o seu bichinho de estimação esteja hidratado para que ele não tenha problemas com a chegada do verão. O ideal é que um animal beba 60ml de água por quilo, de acordo com o seu peso corporal. Ou seja, um cachorro de 10kg deve consumir em média 600ml de água por dia. Para quem não tem tempo de fazer essa contabilização, o recomendado é manter o pote de água do seu cão ou gato sempre cheio com água limpa e fresca.
 
Nos dias mais quentes, é comum que os animais percam o apetite. Nestes casos, a dica é escolher horários mais frescos para oferecer comida ao animal.
 
Alguns alimentos, como frutas e legumes também podem ser oferecidos como petisco para auxiliar na hidratação e na nutrição do animal. Dentre as frutas que podem ser oferecidas estão melancia, melão e banana, por exemplo.
 
Uma opção para manter o animal refrescado são dindins voltados para cachorro, como os da Creamydin da Lu. A estudante de medicina veterinária, Luana da Silva, há dois meses trabalho produzindo dindins de fruta adoçados com mel. “As pessoas tem procurado bastante porque é uma boa opção para refrescar o animal durante o verão”, explica.
 
Atividades físicas
 
Os animais precisam manter uma rotina de atividades físicas para socializar com outros pets e combater problemas de saúde como a obesidade. Durante o verão, o tutor precisa ficar atento com o horário dos passeios e das atividades para que a caminhada no parque não se torne prejudicial, causando fadiga, desidratação e queimaduras.
 
A principal recomendação dos veterinários para o período mais quente do ano é que os passeios sejam feitos entre o final da tarde e o início da manhã, quando as temperaturas estão mais amenas. Fazer pequenas pausas na sombra e oferecer água ao pet durante a caminhada é importante para manter o seu animal hidratado.
 
“Os donos devem evitar caminhar com o animal entre às 10h e às 16h. Eles podem ter hipertermia, que é um aumento na temperatura corporal, podendo chegar até 40ºC. Este aumento na temperatura pode provocar vômito, edema pulmonar e até parada cardíaca nos casos mais graves”, recomenda o veterinário Fabrício Marinho.
 
Ao caminhar com o seu cachorro é importante acompanhar o ritmo do animal e parar para descansar sempre que ele apresentar sinais de fadiga. Raças como pug e buldog, por exemplo, tem dificuldade ao respirar por causa dos focinhos mais curtos. Para os donos desses animais, o cuidado na hora de praticar atividades físicas deve ser redobrado.
 
Também é possível adquirir meias e sapatos próprios para cachorros. O acessório protege contra as queimaduras que são frequentes nas patas devido ao contado com o asfalto.
 
Gatos
 
Embora os problemas causados pelo calor sejam semelhantes entre cães e gatos, o veterinário Fabrício Marinho explica que é mais fácil aplicar esses cuidados aos felinos.
 
 
“As preocupações são as mesmas, mas os gatos têm hábitos diferentes. Eles são mais caseiros então ficam menos expostos aos raios solares. Se você tentar fazer com que um gato passeie em horários em que o sol está muito forte ele provavelmente não irá”, exemplifica.
 

 

Polícia Civil de São Paulo do Potengi prende homem por latrocínio

Compartilhe esse conteúdo

Uma equipe da polícia civil de São Paulo do Potengi, com o apoio da Polícia Militar, prendeu em flagrante, na tarde desta terça-feira (21), Alexsandro França de Paiva, vulgo “Liga Preta”, 34 anos, por ter assassinado hoje Thaise Nascimento da Silva Martins, 31 anos, no centro de Santa Maria.

No crime, o homem teria entrado na residência da vítima para um roubo, e se deparado com a mesma, que reagiu e foi amarrada e estrangulada com o fio do DVD pelo invasor. Após o homicídio, Alexsandro roubou objetos e eletrônicos da casa, como televisor, celular, liquidificador, ferro de passar, bebedor, dentre outros.

A prisão foi realizada após denúncias acerca do homem, que estava em uma loja de aparelhos celulares tentando desbloquear o celular da vítima. Ele foi preso e autuado pelo crime de latrocínio, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde ficará a disposição da Justiça.

Motoristas paralisam no Baldo em protesto ao reajuste salarial atrasado

Compartilhe esse conteúdo

Protestando contra o atraso nos pagamentos dos reajustes salariais, motoristas de algumas empresas de ônibus, juntamente com o Sintro-RN, paralisaram suas atividades em frente ao Viaduto do Baldo na tarde desta terça-feira (21). A informação foi confirmada pelo primeiro-secretário do sindicato, Moises Leite.

Segundo Leite, a paralisação deve durar cerca de 30 minutos, tempo de duração da assembléia que debate o reajuste. Ainda de acordo com o primeiro-secretário, três empresas, que estão com seus pagamentos em dia, não foram paradas. São elas: Conceição, Trampolim e Cidade das Dunas. 

Tiago Iorc ganha boneco em sua homenagem e vira piada nas redes sociais

Compartilhe esse conteúdo

O artista Marcus Baby é conhecido por fazer bonecos de personalidades como atores e cantores. O alvo da vez foi Tiago Iorc. Com o corpo de uma cor e o rosto de outra, a miniatura do cantor virou piada nas redes sociais.

Apesar de ter ficado parecido, o boneco é um pouco estranho e desagradou as pessoas no Twitter. Com o famoso penteado "coque samurai", alguns ainda questionaram se é Tiago Iorc ou Luan Santana.

Rapaz devolve celular perdido ao dono e pede emprego como recompensa

Compartilhe esse conteúdo

Um exemplo de honestidade vem chamando atenção nas redes sociais desde a última segunda-feira, 20. Pablo Júnior, um jovem de 17 anos, encontrou um iPhone 6 em uma festa, e ao invés de pegar o aparelho para si, ou vendê-lo, resolveu ir atrás do dono

"Ele me devolveu e eu quis dar R$ 200,00 para ele, como forma de agradecimento, mas o que ele realmente está procurando é uma vaga de emprego", publicou o dono do celular, Nikolas Soares, em seu Facebook. Junto à postagem, anexou uma imagem com o currículo de Pablo, fazendo um apelo para que o garoto seja contratado.

No currículo, Pablo, 17, diz ter mais de oito anos de experiência, o que indica que ele trabalha desde quando ainda era uma criança.

Reforma da Previdência é necessária e deve haver debate, dizem especialistas

Compartilhe esse conteúdo

Regimes de Previdência precisam ser revistos para se adequar à realidade. No Brasil, a reforma do sistema se faz necessária – diante de intensas mudanças demográficas – e deve ser conduzida de forma transparente. A avaliação é de especialistas em direito previdenciário que participaram hoje (21) de debate promovido pelo programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.

Especialista em saúde pública e representante brasileiro na Organização Ibero-Americana de Seguridade Social (OISS), o médico Baldur Schubert, destacou que as aposentadorias e pensões são pagas a partir das contribuições feitas pelos trabalhadores da ativa. E a tendência é o aumento do número de beneficiários em detrimento da arrecadação de recursos. “Isso significa um problema cada vez mais sério de déficit para o futuro”, disse.

A advogada e professora de direito previdenciário Cristina Aguiar defendeu o detalhamento do modelo de reforma proposto pelo governo para os trabalhadores. “A população tem que saber o que está sendo tratado. A redação da proposta não é fácil para quem atua na área”, disse Cristina Aguiar, ao destacar que a complexidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência, levanta dúvidas até mesmo em grupos de estudo sobre o tema.

Já o advogado e professor de direito previdenciário Alex Sandro Oliveira defendeu alterações na Previdência, mas ressaltou que a reforma não deve ser feita forma apressada. Para Oliveira, as mudanças precisam necessariamente respeitar, por exemplo, diferenças de gênero e diversidades regionais, e ir além dos aspectos previdenciários.

“Tentar entender o que está sendo colocado à mesa é fundamental. Ninguém pode tomar uma decisão, seja para um lado ou para o outro, sem que esteja devidamente esclarecido”, disse o advogado Mauro Hauschild, especialista na área e ex-presidente do Instituto Nacional de Seguridade Social. “Faltou combinar com os russos, como diria Garrincha. Ou seja: faltou combinar com os trabalhadores. Temos que correr atrás para resgatar esse tempo perdido de falta do diálogo. Não tem que ter guerra, briga, nem nada. Tem que haver uma discussão sadia.”

O programa foi o primeiro de uma série de debates que ocorrerão no programa. Além das perguntas dos âncoras do programa - Valter Lima (Brasília), Sula Sevillis (Amazônia), César Facciolli (Rio de Janeiro) e Misslene Ferreira (Alto Solimões), participaram com questionamentos jornalistas da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e ouvintes.