Vendedor defende gay e é morto espancado em estação de metrô

Vendedor defende gay e é morto espancado em estação de metrô

Compartilhe esse conteúdo

O ambulante Luiz Carlos Ruas, 54 anos, foi espancado até a morte após defender morador de rua na noite deste domingo (25) em uma estação de metrô de São Paulo. 
 
Segundo testemunhas, dois rapazes teriam ido urinar nas plantas próximas à estação quando um morador de rua, que seria homossexual, reclamou. O ambulante interveio e foi agredido pela dupla até ser brutalmente morto. 
 
Os seguranças do Metrô ainda tentaram prestar os primeiros socorros, mas o vendedor não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso foi registrado na delegacia de plantão como homicídio qualificado e será investigado pelo 1°DP da Sé.