Natal recebe hoje festival com músicos dos cinco continentes

Natal recebe hoje festival com músicos dos cinco continentes

Compartilhe esse conteúdo

O festival Global Music Network (Glomus) terá hoje, dia 11, o primeiro concerto público, a partir das 20h, no hotel Holiday Inn, próximo ao estádio Arena das Dunas. O evento trouxe para Natal 200 músicos de 29 países dos cinco continentes. A abertura do evento será apenas um recorte do que acontecer ao longo dos 10 dias de festival. Esta é a primeira vez que o Glomus acontece na América do Sul.
 
O evento segue até o dia 20 deste mês, com apresentações em seis polos distribuídos pela cidade, e tem como lema promover o “diálogo entre culturas através da arte performática”. Mali, China, Gana, Tanzânia e Cingapura estão entre os 29 países que devem ter sua produção cultural apresentada durante esta semana. 
 
O concerto de abertura acontece em auditório tem capacidade para 1100 lugares. O acesso é gratuito e por ordem de chegada. Estão programadas apresentações da Orquestra
Sinfônica da UFRN, o Jerimum Jazz e a grande uma peça musical composta de forma coletiva entre músicos estrangeiros e alunos de ONGs de Natal.
 
Durante três dias e um total de 21 horas intensas de aprendizado mútuo, 18 músicos, entre alunos de mestrado e doutorado e professores da Academia Sibelius de Helsinki, Finlândia, e da Escola Real de Dança da Dinamarca, estiveram com 60 jovens aprendizes das ONGs Atitude Cooperação, Conexão Felipe Camarão, Oficina de Sonhos, além da Orquestra Funffec de Cordas, do município de Luís Gomes. Todos juntos compuseram uma peça musical para abertura do Glomus.
 
“Posso garantir que a música é sensacional. Sem querer estragar a surpresa, adianto apenas que mescla música finlandesa medieval com nosso côco de roda. E nisso mistura violino e rabeca, entre outros instrumentos. Serão instantes de pura magia”, diz o coordenador do Glomus 2017, Fábio Presgrave, também professor de música da UFRN, instituição responsável por atrair o Glomus pela primeira vez à América do Sul.
 
Quem comparecer ao concerto também assistirá a primeira apresentação da Orquestra Sinfônica da UFRN em 2017, com execução de choros do compositor Villa Lobos. E ainda um repertório mais popular com o show da Big Band Jerimum Jazz, no encerramento desta abertura do Glomus 2017. 
 
O próximo concerto acontece amanhã, às 20h30, no Solar Bela Vista (em frente à Capitania das Artes, Cidade Alta), com jam session e improvisações de música e dança.
 
Se mesmo entre os músicos das universidades da Finlândia e da Dinamarca, que estiveram com os alunos das ONGs de Natal, tem pelo menos outras nove nacionalidades, entre os alunos e professores, Natal assistirá concertos de música árabe (no Parque das Dunas), música asiática (Parque Dom Nivaldo Monte), entre outras misturas em concertos na Pinacoteca, Solar Bela Vista e auditório da Escola de Música da UFRN. Toda a programação é gratuita. 
 
A Global Music Network (Glomus) é uma rede internacional fundada por três academias nórdicas de ensino superior em música, teatro e dança. 
 
O festival de música acontece a cada dois anos e é realizado, de forma itinerante. O evento permite um encontro cultural onde os músicos estabelecem comunicação através da arte. 
 
Em 2015, o evento aconteceu na Malásia, país asiático. Este ano, Natal foi a cidade responsável por inserir o Brasil na história do evento, sediando a 5ª edição do festival Glomus. A UFRN foi a única instituição sulamericana a conquistar espaço junto à Glomus. Isso graças à infraestrutura e à produção musical voltada a projetos sociais desenvolvidos pela universidade.