Japão leva sete dias para consertar cratera; assista ao vídeo

Japão leva sete dias para consertar cratera; assista ao vídeo

Compartilhe esse conteúdo

O buraco gigantesco, com cerca de 30 metros de largura e 15 metros de profundidade, que se abriu em uma movimentado avenida do centro de negócios da cidade de Fukuoka, no sudoeste do Japão, foi consertado exatamente uma semana depois que o solo começou a afundar. A Prefeitura de Fukuoka liberou imagens do conserto e da recuperação da via. 

Trabalhadores japoneses se revezaram durante uma semana, despejando enormes quantidades de cimento molhado e areia no buraco e fixando linhas de eletricidade, gás e água que haviam parado depois do acidente.

O sumidouro, que se abriu na última terça-feira, 8, engoliu parte de uma avendia de cinco pistas e foi aparentemente desencadeado pela construção do metrô na área. Além de provocar congestionamento e apagões nas vias próximas, o buraco expôs colunas de apoio de prédios próximos, que foram evacuados.

"Lamentamos muito por causar grandes problemas", disse o prefeito de Fukuoka, Soichiro Takashima, em uma declaração observando que o acesso aos prédios vizinhos estava liberado.