Mãe e filho travam luta na justiça para manter relacionamento amoroso

Mãe e filho travam luta na justiça para manter relacionamento amoroso

Compartilhe esse conteúdo

Monica Mares, de 36 anos, e Caleb Peterson, de 19, podem ser presos a qualquer momento. Os dois aguardam uma definição da justiça dos Estados Unidos sobre eles. Eles são, respectivamente, mãe e filho, e querem oficializar um relacionamento amoroso iniciado no fim do ano passado.

O novo casal aguarda um julgamento da corte do Novo México para saber se podem continuar como amantes ou se vão para a cadeia. Eles podem ser condenados por incesto e, com isso, cumprir até 1 ano e meio de prisão.

Monica e Caleb decidiram tornar público o relacionamento amoroso para chamar atenção para síndrome da atração sexual genética, condição rara que, segundo eles, deveria tornar a relação legal.

A história deles começou quando a americana, mas de origem mexicana, deu à luz aos 16 anos e entregou o bebê, chamado então de Carlos, para adoção. O menino foi adotado e recebeu da nova família o nome de Caleb. 

Há pouco mais de dois anos, o filho descobriu o paredeiro da mãe. A descoberta aconteceu através do rede social Facebook. No entanto, o primeiro encontro só ocorreu durante o Natal do ano passado. Quando se reencontraram, a paixão foi fulminante. "Nós nos demos as mãos e acabamos nos beijando. E o bejio levou a outras coisas", contou Monica. Ela confessou ainda que abre mão dos seus outros nove filhos para ficar com Caleb.

"Eu nunca tive ninguém para cozinhar para mim. Eu nunca tive nada a minha vida inteira e ela entrou no meu caminho para me fazer feliz. Eu acho que eu me apaixonei", afirma Caleb. Por conta do relacionamento, ele foi abandonado pela família adotiva. 

Enquanto o julgamento não ocorre, mãe e filho precisam ficar separados. "Eu a amo e eu sinto sua falta e eu não posso esperar para te ver de novo", finaliza o filho e amante.