Torcida organizada se manifesta contra retorno de Dalberto ao ABC

Torcida organizada se manifesta contra retorno de Dalberto ao ABC

Compartilhe esse conteúdo

59b919c4bf876a361a4a9093.jpg

Dalberto reapareceu no treinamento do ABC nesta segunda-feira

A reintegração do atacante Dalberto ao elenco do ABC tem repercutido negativamente entre setores da torcida Alvinegra. Nesta segunda-feira (12), a torcida organizada Movimento 90, uma das maiores do clube, emitiu uma nota oficial afirmando que "não vamos aceitar que o jogador Dalberto volte a vestir a camisa do ABC Futebol Clube".

Dalberto, artilheiro abecedista na Série B do Brasileiro com quatro gols, entrou em litígio com a diretoria há duas semanas. Ele chegou a abandonar um treinamento alegando problemas particulares e, em seguida, teve o seu contrato suspenso pelo departamento de futebol. O atacante de 22 anos chegou a ensaiar uma rescisão contratual, mas esbarrou na multa de R$ 1 milhão. 

Posteriormente, o jogador utilizou as redes sociais para afirmar que estava com salários atrasados há dois meses e que tinha deixado de participar dos treinamentos por não ter dinheiro para pagar o transporte até o Centro de Treinamentos do clube. À época, o vice-presidente de futebol, Leonardo Arruda, disse que aguardava o retorno de Dalberto às atividades, uma vez que o presidente Judas Tadeu Gurgel havia dado garantias de pagamento da dívida. "Ele é funcionário do ABC", ressaltou Arruda.

A volta do atacante aconteceu na reapresentação do elenco que entrou em campo no sábado contra o Santa Cruz, pela 23° rodada da Segundona. Dalberto treinou normalmente com os demais jogadores e deve estar à disposição do técnico Itamar Schülle para a sequência do Campeonato Brasileiro.

Leia a íntegra da nota publicada pela torcida Movimento 90:

O cenário que se encontra o ABC Futebol Clube hoje é inaceitável:
O time é o último colocado da Série B. Não existe comprometimento e liderança por parte dos jogadores.
Fora de campo, houve inúmeras contratações erradas e não justificadas. Quatro cargos foram entregues (Marketing, Vice-Presidente, Presidente do Conselho Deliberativo e Assessoria de Comunicação). Como se não fosse suficiente, aceitaram o retorno de um jogador que denegriu a imagem do clube em mídia nacional; evidenciando a falta de respeito à história grandiosa do ABC e a nós, torcedores, aqueles que ficam quando todo o resto se vai.
Na reunião totalmente pacífica realizada entre a diretoria e as torcidas organizadas, o Presidente Judas Tadeu explicou o porquê dá não contratação do atacante Ricardinho (atualmente no Londrina), jogador de interesse de grande parte da Frasqueira. De acordo com o dirigente, na última passagem de Ricardinho pelo clube, o ABC honrou todas as suas obrigações trabalhistas e, tempos depois, o jogador alegou que o ABC não cumpriu o referido acordo financeiro.
Se esse foi o motivo de não contratar um jogador que sempre demonstrou amor e respeito pela camisa alvinegra, aceitar o atacante Dalberto depois de tudo que aconteceu não faz sentido. É inadmissível!
Afirmamos que não vamos aceitar que o jogador Dalberto volte a vestir a camisa do ABC Futebol Clube. Mostraremos o nosso descontentamento na mídia, treinos e jogos. Somos e sempre seremos o maior clube do Rio Grande do Norte e sua história, ídolos e conquistas não podem ser desmerecidos devido a um “profissional” que não representa em nada a grandiosidade deste clube.
Aos responsáveis pelas contratações e a todos os jogadores, não entraremos nesse mérito. Não se cobra de quem não tem nada para dar. Vocês não estão a altura do ABC Futebol Clube, em ambas as funções.
É SÓ O COMEÇO!
Movimento 90.