Me chamou para fazer um Ménage à trois. E agora, o que eu faço? (+18)

Me chamou para fazer um Ménage à trois. E agora, o que eu faço? (+18)

Compartilhe esse conteúdo

Já dizia aquele ditado, um é pouco, dois é bom, três é bom demais! E na hora de make love isso se aplica também?
No sexo, vale tudo para gozar gostoso, desde que os envolvidos concordem e se sintam bem. Quando o assunto é apimentar a relação, tem gente que recorre a brinquedinhos, como vibradores, óleos quentes, frios, cheirosos,  fantasias, correntes, coisas mais hard ou menos inusitadas. Mas e quando o fetiche em questão envolve  participações especiais na hora H? Sempre vai ter quem ache uma "putaria", nojento, desnecessário ou falta de respeito. Normal, afinal nem todo mundo lida bem com sua sexualidade. Além do mais, a sociedade que vivemos tende a fomentar nas cabeças o sentimento de posse sob outras pessoas. "Meu namorado", "meu marido", meu meu meu meu e isso pesa bastante na hora de topar algo assim.
É preciso ter maturidade e segurança para entender que se seu namorado ou namorada  propor um feat. na hora do "pegapácapá", não é motivo para criar pânico. Então antes de armar o barraco, ou se jogar na onda, proponho levar em consideração algumas coisas que lhe farão tomar a melhor decisão, quando ouvir aquela pergunta: "amor, você teria coragem de fazer amor a 3?".
 
1 - Ménage à trois não significa falta de amor
 
 
Talvez por insegurança, sentimento de posse ou convicções pessoais, algumas pessoas não segurem a onda de incluir outra pessoa na hora de furunfar com seu namorado ou namorada, e isso deve ser respeitado. Mas associar tal proposta à falta de amor ou respeito é um erro. Afinal, se a pessoa tem esse desejo, e resolveu lhe incluir nisso é porque ela confiou em você. Vamos combinar, se a ela quiser fazer sexo com uma , duas, três ou milhares de garotos ou garotas, fará e não há nada que você possa fazer para impedir. O que seu parceiro busca nessa fantasia é a sensação, a adrenalina do fato, e não é a outra pessoa. Ele ou ela ama você, e por lhe amar quer que você participe da aventura junto, que você sinta a sensação que espera, que a satisfação sexual seja do casal, não só dele (a). 
 
2- Não use isso como forma de salvar sua relação
 
 
Sente  que seu relacionamento está mais sem graça que Zorra Total? Essa pode ser uma boa forma de tacar fogo. Mas que fique claro, não faça isso porque  não quer perder o boy magya, ou porque essa é única forma de manter o relacionamento. Ponha duas coisas na sua cabeça:
Tem 7 bilhões de pessoas no mundo, não ache que você é única diferentona que topa fazer sexo à 3, que é faz a devassa na cama porque não é. Não faça só pra agradar o parceiro, se você não está afim, a experiência será horrível. Se liga, você não tem que provar nada.
Como diria minha vó: "se sexo segurasse homem, as putas estariam todas casadas".  A pessoa não vai ficar com você, só porque você faz isso ou aquilo na cama, e mesmo que fique, você acha isso legal? Bicha, melhore!
 
3- Não vá com muita cede ao pote
 
 
Caso seja você que deseja fazer tal proposta,  fique atento à algumas dicas que podem lhe ajudar a chegar lá. Preste atenção, nisso não há regra, então cada caso é um caso. Prepare o terreno: sonde com seu parceiro ou parceira se há a possibilidade de acontecer. Vá tocando no assunto, leve e gradativamente em conversas informais. Caso sinta que ele (a) tem aversão a isso, não force a barra. Mas se sentir que tem chances, passe para o próximo passo, de falar do seu desejo, e perguntar abertamente. Lembre-se de deixar a pessoa confortável, deixe claro que se não rolar, não precisa se preocupar pois nada vai mudar entre vocês.
 
4- Ele (a) topou. Quem vamos convidar?
 
 
Vale lembrar que a escolha deve ser conjunta. É sempre recomendado não  ter predefinido as opções antes de propor.  Outro ponto importante é estar aberto ás possibilidades, pois vocês podem divergir com relação ao sexo da pessoa. Então se você não está aberto a ter alguém homem ou mulher na hora H, não pode cobrar do seu parceiro que  esteja. Tem gente que vai ficar na dúvida:  devemos chamar alguém próximo ou alguem sem ligações conosco? Veja as vantagens e escolham:
Um estranho - Vantagens : não vai ter convívio diário, não vai se sentir constrangido em caso de negativa, dificulta a criação de laços afetivos desnecessários.
Alguém próximo - Vantagens: é possivel mensurar e selecionar por nível de confiança, seria vantajoso para ambos o sigilo, provavelmente a pessoa seria conhecida pelo casal previamente.
 
5 - Contra indicado em caso de ciúme excessivo e síndrome de "eu sou dono do meu namorado'
 
 
Se você é uma pessoa insegura e não imagina a ideia do namorado ter prazer com outra pessoa, então não participe. É preciso está totalmente seguro do que quer e de que estamos falando de sexo e não de sentimento. Desprenda-se dos tabus, se decidiu apimentar desta forma  seu namoro esteja ciente do que vai acontecer na hora.
 
6- Conheça seus limite e seja franco com seu parceiro antes do "vamo vê"
 
 
Se alguma coisa te faz sentir desconfortável ou te deixa travado, seja franco. Evite surpresas. Algumas pessoas não se imaginam interagindo com outra de determinado sexo, e isso é normal, então deixe claro até onde você pretende ir.  Algumas praticas também incomodam certas pessoa. O segredo é conversar previamente, nada de deixar para  rasgar suas neuras na hora.
 
7- Tirando dúvidas
 
 
“E se eu ficar sobrando?”
Tudo é uma questão de conversa, exponha seus receios para seu parceiro. Munamur, dê seu show, vamos experimentando os dois, não se torne apenas expectador da cena. Sentiu seu boy ou gata se empolgando com a outra pessoa demais? Então ao invés de ficar encucada, vai lá ver o que ela tem de tão bom,  você e seu boy degustando a outra pessoa, tem coisa melhor?
 
“Mas e se meu boy curtir a outra pessoa e começar a ter um caso?”
Amore, não faça. Se você não confia no seu boy nem no seu taco o menage só vai deixar essa paranóia que você está criando em uma big paranóia.
 
“Tem que está trocando os preservativos?"
É óbvio que você o homem tem que usar camisinhas com a convidada; e sim, tem que trocar toda vez que for penetrar a outra mulher. Afinal, de nada adianta usar uma camisinha a transa inteira, né? 
 
“Nunca fiquei com homem/mulher, não sei se saberei fazer”
Ver filminhos antes ajuda, mas na hora as coisas vão acontecendo. O segredo é está aberto as possibilidades e deixar fluir, como numa dança, quem sabe mais conduz.