Jogadores do time de Roberto Fernandes apanham da PM em São Paulo

Compartilhe esse conteúdo

Jogadores do Capivariano-SP, comandado pelo técnico Roberto Fernandes, bem conhecido do torcedor potiguar, se envolveram em uma confusão com a Polícia Militar na cidade de Itu, interior de São Paulo, durante a última rodada do Campeonato Paulista. 
 
O time perdeu para o time da casa, o Ituano, por 2 a 1, pela 7ª rodada do Paulistão. Depois da partida, jogadores e membros da comissão técnica foram reclamar com a arbitragem e acabaram sendo agredidos pelos policiais militares responsáveis por garantir a segurança do jogo. 
 
O mote da reclamação era um pênalti polêmico marcado no último minuto de jogo a favor do Ituano. O time da casa converteu a cobrança e desempatou a partida, saindo de campo com a vitória.  
 
Inconformados com a marcação da falta dentro da pequena área, os jogadores do Capivariano foram questionar os árbitros e durante a intervenção policial alguns deles saíram com lesões.
 
O time divulgou nota de repúdio (ver abaixo) e a PM informou que abrirá sindicância para apurar o caso.
 
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO E REPÚDIO
 
Em momento algum a delegação e jogadores tentaram agredir a arbitragem e muito menos a PM.
 
Apenas pedimos explicações pelos lances duvidosos apitados pelo Sr Luiz Flávio de Oliveira. No momento que o mesmo chega ao túnel, ele parou junto com os auxiliares e SORRIU para nós dizendo em tom de IRONIA, "Se eu errei eu vejo as imagens na TV".
 
A polícia militar ao invés de instruir a arbitragem, prefiriram usar de força DESPROPORCIONAL, uma vez que toda comissão já estava encurralada no túnel, e todos policiais à frente impedindo a passagem.
 
Nos atingiram com golpes na cabeça e chutes em quem caiu no chão na frente deles.
 
Em momento algum a polícia exerceu sua função de PROTEGER A integridade física, apenas bateram sem mais nem menos.
 
O delegado de plantão não deu continuidade no BO ontem que foi aberto na cidade de ITU. Assim como não foram informado os nomes dos policiais envolvidos.
 
Membros lesionados:
 
DENIS CONSELVAN - SUPERVISOR DE FUTEBOL - DEDO ANELAR DA MÃO DIREITA FRATURADO
 
LUCAS OLIVEIRA - ASSESSOR DE IMPRENSA - 3 HEMATOMAS NA CABEÇA PROVENIENTE DE TRAUMA COM CASSETETE
 
RODRIGO RODRIGUES - ROUPEIRO - LUXAÇÃO NO ANTEBRAÇO ESQUERDO
 
EVANDRO DE SOUZA - GERENTE DE FUTEBOL - FERIDO NO BRAÇO, COSTAS E PERNAS
 
UBIRATRAN MELO - PREPARADOR DE GOLEIRO - HEMATOMAS NOS BRAÇOS
 
Jogador 
 
LEANDRO SILVA - ZAGUEIRO E CAPITÃO - HEMATOMA NA FACE PROVENIENTE DE PANCADA
 
Fica aqui o nosso repúdio à ação da PM de ITU que se mostrou despreparada para esse tipo de ação em estádio.
 
Assessoria de Imprensa 
 
Capivariano Futebol Clube

'Efeito Atletiba' chega ao Rio Grande do Norte

Compartilhe esse conteúdo

O clássico Atletiba (Atlético-PR x Coritiba) que deveria ter sido disputado no fim de semana já é um marco no futebol brasileiro e, acredita-se, já começa a desencadear uma reação dos clubes contra o monopólio do mercado das transmissões esportivas no país, bem como aos desmandos coronelistas das federações.

A postura da federação do Paraná, reprovada por 10 entre 10 brasileiros que acompanharam o caso, já é vista como um espelho do que acontece no restante do país, inclusive no Rio Grande do Norte.

Exemplo é a questão envolvendo a final do primeiro turno entre ABC e Globo. Quando da aprovação do regulamento, justamente os protagonistas da decisão – além do Baraúnas – foram contrários à ideia de realizar as finais na Arena das Dunas.

Todavia, tiveram de engolir a seco que aquilo não se tratava de uma votação, mas sim de uma deliberação da federação.

Acertam os clubes no questionamento e acerta, sobretudo, o torcedor, principal interessado na história toda, em dar uma demonstração de força e posicionar-se como maior interessado desse mercado que tem enchido a barriga e agregado poder político a muito cartola por aí.

ABC tem vantagem sobre o Globo na decisão do 1º turno do Estadual

Compartilhe esse conteúdo

O ABC terá a vantagem na decisão da Copa Cidade do Natal, o primeiro turno do Campeonato Potiguar. O time do técnico Geninho terminou o certame na liderança e, por isso, jogará por dois resultados iguais. Ou seja,com dois empates nos duelos finais, o Alvinegro sairá campeão.

“Conseguimos o nosso objetivo, que era o primeiro lugar na classificação. Isso nos dá uma importante vantagem para a final, que é jogar por dois empates ou até mesmo uma vitória e uma derrota pelo mesmo placar. Numa final, uma vantagem como essa pode ser decisiva”, declarou o técnico Geninho sobre a vantagem.

Classificado já com uma rodada de antecedência, o Alvinegro confirmou a primeira colocação com o time reserva em uma vitória por 3 a 1 sobre o Alecrim na Arena das Dunas.  Assim, com 17 pontos conquistados, ficou no aguardo do seu adversário.

Globo, Baraúnas, América e Assu disputavam a vaga. O time de Ceará-Mirim, por sua vez, era o único que dependia apenas de si. E não deixou passar a oportunidade: venceu o Baraúnas no estádio Barrettão por 1 a 0, com gol do atacante Luizão, garantiu o segundo lugar e a vaga na decisão, com 14 pontos conquistados.

O América até fez o que podia. Aplicou uma goleada por 4 a 1 no Assu e torceu até o fim pelo empate do Leão do Oeste diante do time de Ceará-Mirim, o que não aconteceu. Assim, o Alvirrubro terminou o certame na terceira colocação, com 13 pontos conquistados.

A eliminação do Baraúnas custou também o cargo do técnico Barata. O clube anunciou ontem a demissão do treinador, que fez seu primeiro trabalho na nova função no clube mossoroense.

Nem a campanha que deixou o Leão do Oeste a uma vitória da final conseguiu segurar o Barata, que caiu após duas derrotas nos jogos decisivos na reta final, contra América e Globo. O treinador deixa o clube após sete jogos oficiais no comando. Ele conquistou três vitórias, um empate e três derrotas.

Ele foi o quinto técnico demitido neste Campeonato Potiguar. Antes, o Alecrim já havia demitido o técnico Athirson, o Santa Cruz de Natal o técnico Higor César, o Potiguar de Mossoró o técnico Dário Lourenço, além do Assu, que dispensou  o técnico colombiano José Cortina.

Novo volante do América já foi alvo de polêmica em fotos com Adriano

Compartilhe esse conteúdo

O América anunciou na manhã desta quinta-feira (16) a contratação do volante Ives, de 31 anos. O jogador disputava o Campeonato Carioca com a camisa do Bangu até o final de semana passado. Formado nas categorias de base do Vasco, o atleta acumula passagens por clubes pequenos e médios do Rio de Janeiro, mas também já defendeu Flamengo,  Paraná e Náutico.  Ele se notabilizou nacionalmente, no entanto, fora dos campos por aparecer em fotos ao lado do ex-atacante Adriano Imperador com supostas armas nas mãos e simulando as iniciais do Comando Vermelho, facção criminosa do Rio de Janeiro.

O fato aconteceu em junho de 2010, quando Ives havia acabado de deixar o Flamengo, onde atuou ao lado de Adriano, para defender o Paraná.  O volante, na época, recebeu uma notificação para se apresentar à polícia para prestar esclarecimentos sobre suposta ligação de Adriano com pessoas relacionadas à quadrilha de Fabiano Atanásio da Silva, o FB, chefe do tráfico de drogas da Vila Cruzeiro.

Ives, que agora defenderá as cores do América, é amigo de Adriano desde a infância e aparece em fotos com o ex-atacante do Flamengo segurando supostas armas. O volante explicou, na época, que tudo não passou de brincadeira e alegou não saber sobre a ligação de Adriano com FB.

Segundo o então empresário de Adriano, o ex-goleiro Gilmar Rinaldi, a arma empunhada pelo atacante na verdade é uma pistola de paintball. Já Ives estaria segurando a base dourada de um abajur.  O projeto é semelhante a uma linha de luminárias criadas por Philippe Starck, em 2008, que usa esboços de pistolas Beretta e fuzis AK-47 como suporte de abajur.

Gilmar Rinaldi ainda explicou na época que as fotos foram feitas em 2007 em Milão, na Itália, em uma tentativa de extorsão sofrida pelo ex-jogador da Seleção Brasileira. Sem sucesso, as fotos teriam sido entregues à polícia anos depois. 

Melhor volante do Estadual
 
Nos anos recentes, Ives tem atuado no meio de campo do Bangu, como primeiro volante, com a camisa 5. O jogador, inclusive, foi considerado o melhor da posição no Campeonato Carioca de 2015 ficando à frente de Edson (Fluminense) e Gilson (Madureira) na eleição do site FutRio.
 
No Estadual do ano passado, inclusive, o jogador se destacou por um gol marcado do meio de campo na vitória do Bangu sobre o Tigres por 2 a 0. Ele aproveitou a ida do goleiro adversário na área do Bangu numa cobrança de escanteio e conseguiu surpreendê-lo.
 
O jogador chega para disputar posição diretamente com Filipe Alves, primeiro volante titular no time de Felipe Surian.
 
 
FICHA TÉCNICA
 
Nome: Ives Antero de Souza
Nascimento: 11/06/1985 (31 anos)
Naturalidade: Rio de Janeiro-RJ
Altura/Peso: 1,73cm/72Kg
Posição: Volante
Clubes por onde passou: Vasco-RJ, Duque de Caxias-RJ, Náutico-PE, Ituano-SP, Volta Redonda-RJ, FC Progresul-Romênia, Mesquita-RJ, Flamengo-RJ, Rio Branco-PR, Madureira-RJ e Bangu-RJ

Golaço do CSA contra o ABC viraliza nas redes sociais; veja

Compartilhe esse conteúdo

Ao melhor estilo holandês-catalão. Assim pode ser definido o terceiro gol marcado pelo CSA na vitória diante do ABC, por 3 a 0, na quarta-feira passada, pela estreia das equipes na Copa do Nordeste. 
 
O clube alagoano precisou de apenas oito toques na bola para sair do seu campo de defesa e estufar as redes alvinegras. Nenhum defensor abecedista consegue impedir a jogadaça azulina.
 
O gol foi marcado pelo atacante Clayton, aos 42 do segundo tempo, mas o destaque fica para o desempenho coletivo da equipe. De encher os olhos!
 
Veja o golaço abaixo:
 

Empresário quer Wallyson no Vila Nova; ABC mantém proposta

Compartilhe esse conteúdo

O ABC ficou mais distante da contratação do atacante Wallyson após reunião evolvendo membros da cúpula alvinegra e um agente do jogador na manhã desta quinta-feira (29). Durante o encontro, o representante do atleta apresentou uma proposta do Vila Nova/GO e disse que Wallyson deve encaminhar a sua transferência para o clube goiano nos próximos dias.
 
A transferência para o Vila Nova é vista com bons olhos pelo empresário do jogador, o uruguaio Juan Figer, dono do passe de Wallyson até 2018. O atacante tem vínculo com o Deportivo Maldonado, do Uruguai, e atuou a atual temporada pelo Santa Cruz/PE, por empréstimo.
 
A intenção de Figer é que Wallyson atue em 2017 por um time de maior projeção. O uruguaio também acredita que o retorno do jogador ao ABC, clube que revelou o atacante, poderia significar a “antecipação do fim da sua carreira”, conforme explica o vice-presidente de futebol do ABC, Leonardo Arruda.
 
 “A negociação [com Wallyson] ficou mais difícil. O empresário dele, o Juan [Figer], não quer que ele venha para o ABC. Ele acredita que a volta para o ABC iria desvalorizar o passe de Wallyson, que ainda sonha em se transferir para o exterior”, disse.
 
O ABC, no entanto, mantém a proposta pelo jogador de 28 anos. O retorno de Wallyson é visto com bons olhos pelos potiguares, significando ganho técnico dentro de campo e midiático fora das quatro linhas. A proposta abecedista, segundo Leonardo Arruda, está “dentro da realidade do time e de acordo com a realidade do mercado”. 
 
Essa é a segunda vez que o ABC tenta contratar Wallyson em 2016. No início da temporada, Judas Tadeu, presidente do clube, chegou a fazer uma proposta oficial pelo jogador. Wallyson aprimorava a parte física no ABC quando foi sondado. Juan Figer não aceitou a negociação, usando como argumento que levaria o atacante para fora do país. Ele acabou sendo emprestado para o Santa Cruz, do Recife, para disputa do Campeonato Brasileiro da Série A. 
 
A passagem pelo tricolor pernambucano, no entanto, não foi nada perto do desejado. Em 32 jogos, o atacante marcou apenas dois gols e terminou o ano em baixa.