Vale a pena ler a resposta da Gaviões da Fiel à punição dada pela FPF

Compartilhe esse conteúdo

Você deve ter visto que a Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, foi punida por usas sinalizadores na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2016. O fato aconteceu no Pacaembu, na segunda-feira passada, onde jogavam Corinthians e Flamengo, que terminou sendo campeão. O árbitro precisou interromper o jogo aos 40 do segundo tempo por causa da fumaça provocada. 
 
Por isso a Federação Paulista de Futebol (FPF) suspendeu a torcida por um prazo de 60 dias. Nesse períoodo, a Gaviões está impedida de entrar nos estádios paulistas com suas faixas, bandeiras e bateria- o acesso dos componentes, desde que não estejam trajados com materiais da torcida, segue liberado. 
 
O que você precisa ver agora é a resposta da torcida, através de uma nota oficial emitida nesta sexta-feira (29). Fique claro que nunca defendid a bandidagem infiltrada nas torcidas organizadas, mas sempre levantei - e continuarei o fazendo - a bandeira de que os bandidos no futebol são minoria e, com o aparato de segurança/tecnológico que se tem hoje nos estádios, não é coisa de outro mundo separar o joio do trigo e trazer de volta a paz às praças esportivas do país. Confira o texto:
 
 
 
// Nota Oficial: Punição da F.P.F.
 
"Hoje, os Gaviões da Fiel abordará o tema mais recente, de uma forma diferente. Ao invés da formalidade de uma nota, como costumeiramente fazemos, daremos espaço para um papo reto, sincero, de torcedores para torcedores.
 
E o mais importante: o papo aqui é de qualquer torcedor para qualquer torcedor, seja ele organizado ou não, seja ele Corinthiano ou não.
 
Não nos surpreendeu em nada a punição que a Federação Paulista de Futebol destinou a nós, Gaviões da Fiel Torcida, por acendermos sinalizadores na final da Copinha, disputada na segunda-feira passada, dia 25.
 
A punição era esperada e, justamente por isso, nos adiantamos com os cânticos mais sinceros que poderíamos destinar aos supostos mandatários do esporte bretão: Federação, o futebol não precisa de você!
 
Verdade esta, cada vez mais absoluta.
 
Achamos que a molecada da base, ao ter a oportunidade e privilégio de jogar em um Pacaembu lotado, merecia a festa que sempre fizemos com muito gosto e orgulho, para todos que vestiram a camisa do Corinthians.
 
E o fizemos sem melindres.
 
Agora que a punição foi formalizada e nós, Gaviões da Fiel Torcida, não poderemos estar nos estádios por 60 dias, deixamos algo bem claro: nossa diretoria não se responsabilizará, durante o prazo da punição, por qualquer ato de qualquer torcedor que esteja nos estádios.
 
60 dias que vocês, que se empenham dia após dia por um futebol do bom comportamento, da boa conduta, da moral e da ética, terão que caçar outro bode espiatório.
Pois é fácil vender a ideia de que somos um mal ao futebol. Nossos sinalizadores, aqueles que furam camisetas, podem ser para muitos o que há de mais nocivo ao esporte.
 
Mas contestamos a tese destes.
 
O que há de pior para o futebol, são os escândalos de corrupção, o valor abusivo dos ingressos, os esquemas de empresários, a mercantilização da paixão, a elitização e esbranquiçamento das arquibancadas.
 
Não as faixas, bandeiras, instrumentos, cânticos e muito menos a pirotecnia.
 
Pouco nos importamos com as punições, desde que sejamos ouvidos. Pois quem tenta nos calar e nos rotula como marginais, muitas vezes é quem menos tem moral para tal.
 
E aqui mandamos recados bem específicos:
 
Marginal não é quem torce, quem faz festa, mas quem rouba dinheiro da merenda das crianças!
 
Ao ex-promotor e agora deputado Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, que se promoveu politicamente às custas da marginalização e propagação do preconceito para com os torcedores organizados, temos um recado.
 
A você, que sempre nos tratou como caso de polícia, mandamos um afetuoso abraço. Um abraço especial por ser agora alvo não apenas da Polícia Civil, como do Ministério Público de São Paulo, por cobrar propina em licitação das merendas escolares em contrato com o Governo do Estado de São Paulo.
 
Outro abraço afetuoso ao também promotor Roberto Senise Lisboa, da 5ª Promotoria do Consumidor da capital, que já tentou fechar os Gaviões da Fiel cerca de cinco vezes. Este, que também nos considera indevidos para a sociedade, também é alvo do Ministério Público de São Paulo, pelo recebimento de propinas.
 
Já aos torcedores, dizemos com toda a certeza, que se são senhores como o Fernando Capez e Roberto Senise Lisboa os certos, aceitamos o rótulo de errados. Somente neste caso!
 
E para as federações, estaduais e nacional, reiteramos que se suas punições tem o intuito de nos calar, saibam que isso não funcionará. Pois nessa história de certo e errado, temos pontos de vista bem diferente do de vocês.
 
Acendemos sinalizadores, não roubamos dinheiro público e/ou merenda de crianças.
 
Pelo futebol do povão, pela festa nas arquibancadas, JAMAIS nos calaremos".
 
// Gaviões da Fiel Torcida – Lealdade, Humildade e Procedimento \\

Novo volante do América já foi alvo de polêmica em fotos com Adriano

Compartilhe esse conteúdo

O América anunciou na manhã desta quinta-feira (16) a contratação do volante Ives, de 31 anos. O jogador disputava o Campeonato Carioca com a camisa do Bangu até o final de semana passado. Formado nas categorias de base do Vasco, o atleta acumula passagens por clubes pequenos e médios do Rio de Janeiro, mas também já defendeu Flamengo,  Paraná e Náutico.  Ele se notabilizou nacionalmente, no entanto, fora dos campos por aparecer em fotos ao lado do ex-atacante Adriano Imperador com supostas armas nas mãos e simulando as iniciais do Comando Vermelho, facção criminosa do Rio de Janeiro.

O fato aconteceu em junho de 2010, quando Ives havia acabado de deixar o Flamengo, onde atuou ao lado de Adriano, para defender o Paraná.  O volante, na época, recebeu uma notificação para se apresentar à polícia para prestar esclarecimentos sobre suposta ligação de Adriano com pessoas relacionadas à quadrilha de Fabiano Atanásio da Silva, o FB, chefe do tráfico de drogas da Vila Cruzeiro.

Ives, que agora defenderá as cores do América, é amigo de Adriano desde a infância e aparece em fotos com o ex-atacante do Flamengo segurando supostas armas. O volante explicou, na época, que tudo não passou de brincadeira e alegou não saber sobre a ligação de Adriano com FB.

Segundo o então empresário de Adriano, o ex-goleiro Gilmar Rinaldi, a arma empunhada pelo atacante na verdade é uma pistola de paintball. Já Ives estaria segurando a base dourada de um abajur.  O projeto é semelhante a uma linha de luminárias criadas por Philippe Starck, em 2008, que usa esboços de pistolas Beretta e fuzis AK-47 como suporte de abajur.

Gilmar Rinaldi ainda explicou na época que as fotos foram feitas em 2007 em Milão, na Itália, em uma tentativa de extorsão sofrida pelo ex-jogador da Seleção Brasileira. Sem sucesso, as fotos teriam sido entregues à polícia anos depois. 

Melhor volante do Estadual
 
Nos anos recentes, Ives tem atuado no meio de campo do Bangu, como primeiro volante, com a camisa 5. O jogador, inclusive, foi considerado o melhor da posição no Campeonato Carioca de 2015 ficando à frente de Edson (Fluminense) e Gilson (Madureira) na eleição do site FutRio.
 
No Estadual do ano passado, inclusive, o jogador se destacou por um gol marcado do meio de campo na vitória do Bangu sobre o Tigres por 2 a 0. Ele aproveitou a ida do goleiro adversário na área do Bangu numa cobrança de escanteio e conseguiu surpreendê-lo.
 
O jogador chega para disputar posição diretamente com Filipe Alves, primeiro volante titular no time de Felipe Surian.
 
 
FICHA TÉCNICA
 
Nome: Ives Antero de Souza
Nascimento: 11/06/1985 (31 anos)
Naturalidade: Rio de Janeiro-RJ
Altura/Peso: 1,73cm/72Kg
Posição: Volante
Clubes por onde passou: Vasco-RJ, Duque de Caxias-RJ, Náutico-PE, Ituano-SP, Volta Redonda-RJ, FC Progresul-Romênia, Mesquita-RJ, Flamengo-RJ, Rio Branco-PR, Madureira-RJ e Bangu-RJ

Golaço do CSA contra o ABC viraliza nas redes sociais; veja

Compartilhe esse conteúdo

Ao melhor estilo holandês-catalão. Assim pode ser definido o terceiro gol marcado pelo CSA na vitória diante do ABC, por 3 a 0, na quarta-feira passada, pela estreia das equipes na Copa do Nordeste. 
 
O clube alagoano precisou de apenas oito toques na bola para sair do seu campo de defesa e estufar as redes alvinegras. Nenhum defensor abecedista consegue impedir a jogadaça azulina.
 
O gol foi marcado pelo atacante Clayton, aos 42 do segundo tempo, mas o destaque fica para o desempenho coletivo da equipe. De encher os olhos!
 
Veja o golaço abaixo:
 

Empresário quer Wallyson no Vila Nova; ABC mantém proposta

Compartilhe esse conteúdo

O ABC ficou mais distante da contratação do atacante Wallyson após reunião evolvendo membros da cúpula alvinegra e um agente do jogador na manhã desta quinta-feira (29). Durante o encontro, o representante do atleta apresentou uma proposta do Vila Nova/GO e disse que Wallyson deve encaminhar a sua transferência para o clube goiano nos próximos dias.
 
A transferência para o Vila Nova é vista com bons olhos pelo empresário do jogador, o uruguaio Juan Figer, dono do passe de Wallyson até 2018. O atacante tem vínculo com o Deportivo Maldonado, do Uruguai, e atuou a atual temporada pelo Santa Cruz/PE, por empréstimo.
 
A intenção de Figer é que Wallyson atue em 2017 por um time de maior projeção. O uruguaio também acredita que o retorno do jogador ao ABC, clube que revelou o atacante, poderia significar a “antecipação do fim da sua carreira”, conforme explica o vice-presidente de futebol do ABC, Leonardo Arruda.
 
 “A negociação [com Wallyson] ficou mais difícil. O empresário dele, o Juan [Figer], não quer que ele venha para o ABC. Ele acredita que a volta para o ABC iria desvalorizar o passe de Wallyson, que ainda sonha em se transferir para o exterior”, disse.
 
O ABC, no entanto, mantém a proposta pelo jogador de 28 anos. O retorno de Wallyson é visto com bons olhos pelos potiguares, significando ganho técnico dentro de campo e midiático fora das quatro linhas. A proposta abecedista, segundo Leonardo Arruda, está “dentro da realidade do time e de acordo com a realidade do mercado”. 
 
Essa é a segunda vez que o ABC tenta contratar Wallyson em 2016. No início da temporada, Judas Tadeu, presidente do clube, chegou a fazer uma proposta oficial pelo jogador. Wallyson aprimorava a parte física no ABC quando foi sondado. Juan Figer não aceitou a negociação, usando como argumento que levaria o atacante para fora do país. Ele acabou sendo emprestado para o Santa Cruz, do Recife, para disputa do Campeonato Brasileiro da Série A. 
 
A passagem pelo tricolor pernambucano, no entanto, não foi nada perto do desejado. Em 32 jogos, o atacante marcou apenas dois gols e terminou o ano em baixa.

Diretoria do ABC se reúne com agente de Wallyson nesta quinta

Compartilhe esse conteúdo

O atacante Wallyson, de 28 anos, negocia o seu retorno ao ABC. Membros da diretoria do clube e o agente do jogador se reúnem na manhã desta quinta-feira, em Natal, para discutir a transferência. 
 
O presidente do ABC, Judas Tadeu, confirmou a negociação, tratada como prioridade pela cúpula abecedista. Segundo Tadeu, será colocada na mesa uma proposta salarial abaixo dos vencimentos recebidos pelo jogador nesta temporada, quando Wallyson defendeu o Santa Cruz. O clube pernambucano disputou a Série A do Campeonato Brasileiro, mas acabou rebaixado.
 
O principal argumento que será usado pelo ABC para convencer Wallyson de retornar ao seu antigo clube será o fator emocional. Em baixa na carreira após uma temporada apagada, o alvinegro abriria as portas para o retorno em grande estilo do seu principal ídolo recente. 
 
Judas Tadeu, no entanto, admitiu que a negociação não é simples. “Acredito que o martelo não será batido na reunião de hoje. Queremos apresentar o projeto do ABC para o agente dele e mostrar para ele que, no ABC, Wallyson poderá voltar a viver uma grande fase”, disse o mandatário abecedista.
 
Atualmente, Wallyson está sem clube. O jogador foi dispensado pelo Santa Cruz ao término do Campeonato Brasileiro e não deixou saudades. Em 32 jogos, o atacante marcou apenas dois gols.
 
Wallyson ganhou projeção nacional em 2007, após temporada brilhante pelo ABC. O jogador foi artilheiro do Campeonato Potiguar daquele ano, com 10 gols marcados, e uma das peças fundamentais do acesso alvinegro para a Série B de 2008, marcando 16 vezes durante a Série C. Ele deixou o clube em 2008 para defender o Atlético/PR.
 
Além do ABC, o Vila Nova também teria demonstrado interesse em contar com Wallyson para a próxima temporada.

Veja os gols da vitória do América no primeiro jogo-treino do ano

Compartilhe esse conteúdo

O América fez, nesta quarta-feira (21), a sua primeira apresentação na temporada.  O time comandado por Felipe Surian enfrentou o Expresso Jerimum, equipe formada por jogadores ligados ao Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado, e venceu por 2 a 1.
 
Os gols da partida foram marcados por Michel Cury e Dija Baiano, de pênalti, para o alvirrubro, enquanto Binha descontou para os visitantes.
 
A partida aconteceu no Centro de Treinamentos Abílio Medeiros, do América, em Parnamirim. A torcida americana pôde acompanhar o jogo-treino e um número significativo de torcedores esteve no local.
 
Veja os gols da partida: