Robinson Faria é o próximo palestrante do NOVO RN

Robinson Faria é o próximo palestrante do NOVO RN

Compartilhe esse conteúdo

A última edição de 2015 do projeto NOVO RN terá palestra do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Na próxima terça-feira (15), ao meio dia, no Holiday Inn, ele fará um balanço do seu primeiro ano de gestão durante almoço com empresários, lideranças políticas e representantes da sociedade civil. 
 
“Farei um relato, uma coletânea das ações de 2015, uma prestação de contas do que foi realizado”, adianta o governador, indicando como pontos a serem destacados o saneamento de Natal e novidades no setor de turismo, inclusive a disputa pelo hub da Latam. 
 
A mesa será composta por até 30 convidados. A abertura do almoço e a mediação do debate ficam por conta do executivo de conteúdo do NOVO, o jornalista Everton Dantas.  Depois, o palestrante faz uma exposição inicial em 30 minutos e é aberto espaço para que os participantes façam perguntas. O evento deve se prolongar por cerca de duas horas. 
 
O momento será de importante, porque possibilita também aos convidados saber a real situação financeira do Estado e o que será feito em 2016 para superar essas dificuldades.
“É o fórum ideal para que muito além de uma simples conversa, o governador ouça as demandas do setor produtivo, deixando claro o que pode ser feito para que o governo e os outros setores da sociedade trabalhem juntos para construir uma nova realidade”, destaca o jornalista Everton Dantas, que também acredita que encerrar a temporada 2015 do NOVO RN com a participação do chefe do Executivo no estado, significa que, em sua nova fase, o evento atinge um grau de reconhecimento irreversível. 
 
“É lá que estão se reunindo, todo mês, os que trabalham para fazer a economia do Estado crescer. E é lá que estão sendo discutidas as problemáticas e as sugestões para que o Estado alcance um grau de desenvolvimento maior, algo que todos almejam”, conclui.
 
Robinson Faria concorda. Sabe da importância desse tipo de evento e diz que o convite é uma boa oportunidade para se aproximar ainda mais do empresariado potiguar.
“O nosso governo tem o diálogo como uma marca muito forte e quanto mais nos aproximarmos da sociedade e do setor produtivo, melhor”. 
 
O NOVO RN foi criado em março de 2013 com o nome de Novo Fórum. Sua proposta já se alinhava à missão do jornal, que é de ser “novo” pela forma diferenciada de apresentar a informação, com uma equipe comprometida com a verdade e também com o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. 
 
O principal objetivo é discutir amplamente temas interessantes ao estado e buscar soluções, a partir de oportunidades. 
 
O primeiro encontro promovido foi com o empresário Flávio Rocha, do grupo Guararapes-Riachuelo. Depois participaram o atual procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, e os diretores da OAS Arenas, empresa responsável pela administração do estádio Arena das Dunas.
 
O Governo do RN já passou pela mesa do evento. A conversa foi sobre o “Mais RN” – projeto econômico criado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec) e a Federação das Indústrias do RN (Fiern) para nortear o estado pelos próximos 20 anos.
 
O Instituto Metrópole Digital (IMD) e as contribuições da Universidade Federal do Rio Grande do Norte para a expansão da área de tecnologia da informação (TI) também foram objetos centrais de discussão com os empresários promovida pelo NOVO. O ciclo foi encerrado com o empresário Gabriel Calzavara, da Atlântico Tuna.
 
Depois de pausa em 2014, o projeto foi retomado em setembro de 2015 convidando o advogado paulista Terence Trennepohl, especialista em direito ambiental. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, foi o segundo convidado. Depois veio o economista Marcos Nóbrega, para falar sobre as oportunidades geradas em tempos de crise, e o presidente da Inframérica, José Luis Menghini, que entre outros temas, pôs à mesa do debate a expansão do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, suas potencialidades e desafios. 
 
O retorno do Novo RN faz parte de um período de reformulação do jornal, que também mudou projeto gráfico, design do portal e organização do trabalho.