Sobre a Coluna de hoje e ausências de vrão

Sobre a Coluna de hoje e ausências de vrão

Compartilhe esse conteúdo

É Verão, sei lá! Aquela vontade imensa de vagabundear. 

Pois é. Saí de férias e nem avisei vocês. Mas fazer o quê? 2015 foi um ano intenso, de muitas conquistas, mas que deram trabalho danado para serem alcançadas. E, por isso, foi bem cansativo. Eu realmente precisava aproveitar um pouco esta idílica estação do ano. 

Mas a Coluna do Novo não parou. Segui atualizando. Falei do "Ano em que carreguei caixas", de "Linchamentos Virtuais" e sobre o historiador Leandro Karnal que me ensinou que "A vida sem ética dá mais trabalho". 

E hoje, falei de um escritor que admiro muito e do importante papel que sua obra presta à lingua portuguesa: Carito Cavalcanti. Na crônicas "Trocadalhos do Carito: uma análise hiperbólica.", divivo com vocês algumas impressões bem pessoais sobre o porquê de sua poesia ter me conquistado. 

Vale a leitura! Da coluna? NÃO! Estou falando do livro dele, o "Atestado de órbita".