Conheça o jeito mais simples e eficiente de descartar seu lixo

Conheça o jeito mais simples e eficiente de descartar seu lixo

Compartilhe esse conteúdo

Para nós, meros mortais que desfrutamos de cada vez menos tempos em nossa vida, até mesmo na hora de descartar (no lugar correto!) aquela garrafinha de água que compramos na rua, eis aqui o melhor jeito de separar seu lixo: Seco e úmido. Simples assim.

Então, todos aqueles anos tentando aprender que a lixeira verde é para depositar vidro, a vermelha plástico, a azul papel e assim por diante não serviram para nada?

 Sim. Até serviram. Mas, devo admitir que aqui no Brasil isso de separar lixo por cores só será realmente eficiente depois de anos e anos de evolução e consciência ambiental. Por que? Imagine você que só em uma caixinha longa vida existe três tipos de materiais diferentes: papel, plástico e alumínio. Como a gente nunca sabe o que exatamente tem em cada produto que a gente consome, é óbvio que as lixeiras coloridas não serão tão eficientes no fim das contas.

Além disso, o sistema de coleta nas cidades geralmente pega aquilo tudo que tivemos um trabalhão para separar, mistura tudo de novo e destina para o mesmo local: um aterro sanitário. Então, se você não tem certeza que a coleta de lixo da sua cidade é 100% eficiente e seletiva, capaz de destinar corretamente cada saco de lixo das lixeiras coloridas para o local correto, leia o que vem a seguir:

Como tornar esse descarte mais simples e eficiente?

Enquanto não evoluímos, especialistas recomendam que a melhor opção é facilitar cada vez mais. A lógica é a seguinte: é melhor separar em dois subprodutos do que continuar misturando tudo e esperar que dessa maneira, as pessoas avancem aos poucos para os níveis mais hards de separação.

Alguns shopping, por exemplo, já estão adotando apenas a separação em duas lixeiras. Orgânicos e recicláveis. Secos e úmidos. Em casa, uma opção super prática é colocar dois sacos na mesma lixeira, deixando metade para os secos e metade para os úmidos.

Aí, a divisão é a seguinte:

No seco, você vai colocar tudo que poderá ser reciclado um dia, tipo papel de jornal, folhas de papel (JAMAIS COLOQUE O PAPEL DO BANHEIRO AQUI, POR FAVOR!), copos descartáveis, canudos, caixas de leite, garrafas PET, latas de refrigerante, bandejas de isopor, recipientes de vidro (até as de cerveja, mas... lembra para onde elas vão?), palitos, embalagens plásticas etc.

No úmido, você vai colocar aquilo que é rejeito mesmo. Tipo, restos de alimento, chiclete, papel higiênico, pó de café.. etc.

Feito isso em casa, a única dificuldade será descobrir qual o dia da coleta de lixo comum (úmido) e o da seletiva (seco). Não é tão difícil, né?

Que tal correr agora nas lixeiras de casa e colocar dois sacos em cada uma?