Cabral é alvo da 11ª denúncia por compra de joias

Cabral é alvo da 11ª denúncia por compra de joias

Compartilhe esse conteúdo

5947bff21d41c80565e5e550.jpg

Brasília- DF- Brasil- 29/10/2010- O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, fala à imprensa. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) e sua mulher, a advogada Adriana Ancelmo, foram alvos de nova denúncia do Ministério Público Federal do Rio. É a 11ª acusação contra o peemedebista.

A acusação se refere à compra de mais de R$ 4 milhões em joias descritas pela joalheria H. Stern em acordo de leniência com a Justiça. A existência de mais joias do que o sabido inicialmente foi revelado pela Folha, há duas semanas.

O MPF afirma na denúncia que a aquisição de joias tinha "a finalidade de converter o dinheiro recebido a título de propina em ativo lícito e também para ocultar o real proprietário do bem".

Além de Cabral e Ancelmo, foram acusados Carlos Emanuel Miranda e Luiz Carlos Bezerra, ambos apontados como operadores financeiros da quadrilha.

A defesa de Adriana Ancelmo já disse em outras oportunidades que a H. Stern mente ao atribuir as joias à ex-primeira-dama. Os advogados de Cabral já disseram que só se pronunciariam nos autos do processo.