Hogwarts - Escola de Magia e Bruxaria chega em Natal

Compartilhe esse conteúdo

A Escola de Magia e Bruxaria chega em Natal e traz pela primeira vez o Baile de Verão. O evento contará com muitas atrações como a professora Bellona Hill (da matéria de herbologia), Hércules Ourinho (professor de história mágica), Rodolpho Valdeuz (professor de Astromagia), Inaiê professora de cuidado de animais mágicos e diretora da casa das Águias e ainda contará com o dublador de Ronald Weasley (Charles Emmanuel), fora um banquete com comidas e bebidas típicas da saga Harry Potter e lojas de artefatos mágicos.

 O evento acontecerá na Taverna Pub, no bairro de Ponta Negra, no dia 25 de março, das 17h às 00h. Então corre lá no site e compre seu ingresso, que chegará na sua casa pelo correio coruja. Eu já garanti o meu. Não fique de fora!

Inscrições no site: http://escolademagiaebruxaria.com.br/baile-de-verao-natalrn/

 

Liberado 4 teasers do filme Liga da Justiça

Compartilhe esse conteúdo

A Warner divulgou novos teasers que revelam mais sobre a Liga da Justiça que se passará após a morte de Superman, quando o Batman decide reunir heróis em potencial para salvar a Terra de possíveis ameaças. O filme conta com a direção de Zack Snyder e tem estreia prevista para 16 de novembro. Foi prometido um trailer para este sábado e para acalmar os ânimos da galera super fã, liberaram alguns teasers com Batman, Flah e Aquaman e MUlher-Maravilha. Espero que esse filme não seja uma decepção como foi o Esquadrão Suicida. E vocês, o que acham que esse filme vai ser?

Novo teaser fan made do filme DeadPool zoando de Logan

Compartilhe esse conteúdo

Que Deadpool é zoeiro, isso todo mundo já sabe e o mercenário mais engraçado e tagarela das telonas, ganhará seu segundo filme com data prevista para o dia 1 de março de 2018.  O primeiro teaser foi liberado no inicio de março e caso você tenha perdido, confira: 

E a mais nova artimanha do maluco vermelhão, foi o segundo teaser (mesmo que fan mande) liberado como se fosse uma cena pós-crédito do filme LOGAN com Deadpool indo 'visitar' o túmulo do nosso eterno Wolverine. Confira: 

Power Rangers estreia nos cimenas

Compartilhe esse conteúdo

Esse filme representa um símbolo na cultura pop que marcou época. A nostalgia está repleta nessa estreia cinematográfica com direito a participações especiais de Jason David Frank (ranger verde) e Amy Jo Johnson (Rosa), alegrando os fãs que fizeram parte da primeira geração e da nova geração. O filme representa a saga de cinco adolescentes em busca de algo grandioso ou extraordinário para suas vidas, que adquirem poderes e se tornam responsáveis em salvar a cidade que vivem e o mundo, que está à beira de sofrer um ataque alienígena e juntam suas forças para combater o mal como Power Rangers. 
A nova versão busca se atualizar para se manter como franquia, tornando os nossos heróis quase que protetores do universo, possuindo uma origem desde a época dos dinossauros. Bem, nos do Praia Nerd não vamos perder essa estreia. Confira os horários no Moviemcom Praia Shopping:

 

M. Night Shyamalan e o eterno desafio de contar histórias

Compartilhe esse conteúdo

M. Night Shyamalan teve uma agenda concorridíssima em São Paulo. Veio promover o lançamento - nesta quinta, 23 - de Fragmentado. Chegou na segunda e, à noite, já estava participando de um debate sobre o filme. Na terça, passou o dia dando entrevistas e, à noite, prestigiou outra pré-estreia (para convidados). Na quarta, participou de mais um debate e regressou a Nova York. Shyamalan encantou todo mundo com sua simpatia e articulação. Está radiante - o filme estourou nos EUA. No Brasil, vai entrar em 600 salas. Há tempos o autor de O Sexto Sentido e Corpo Fechado não agradava tanto à crítica e ao público. Fragmentado tem a cara dele. Um certo Kevin (James McAvoy) sequestra três garotas. Ele sofre de um distúrbio de personalidade. Sua mente divide-se em 23 personas, e a 24ª, a mais letal, está para irromper. Com a palavra, 'Night'.

Seus temas preferidos são as mentes divididas e as revelações finais, que são muito fortes e marcam O Sexto Sentido e, agora, Fragmentado. Mas, na verdade, e não é preciso nem lembrar A Dama da Água, o ato de contar histórias é o que o move. Por que a storytelling é tão importante?

Porque eu trabalho com narração, e qualquer pessoa, em qualquer mídia, sabe que contar uma história exige certos pré-requisitos. Conto histórias de uma determinada natureza. Gosto do fantástico, do sobrenatural. O caso de Fragmentado talvez seja o mais radical de minha carreira. Esse filme começou a nascer quando ainda namorava minha mulher, e ela estudava psicologia. Para permanecer junto dela, eu a acompanhava nas atividades acadêmicas. Descobri a síndrome das múltiplas personalidades, que mexeu muito comigo pelas possibilidades narrativas. Foi um roteiro muito trabalhado, que demorei para desenvolver. Tive assessoria de especialistas. É difícil falar sem incorrer no risco de spoiler, mas o final surpresa desse filme remete a um outro filme meu, do qual ele passa a ser... Cuidado! Mas a questão então é sempre - como contar as histórias que a gente quer? Eu conto, e depois o estúdio entra em cena. O estúdio (Universal) emoldurou Fragmentado como um drama psicológico de suspense. É importante não decepcionar o público, mas, em geral, não penso nisso. Tive a sorte de emendar grandes sucessos quando comecei - Sexto Sentido, Corpo Fechado, Sinais. Depois, os resultados foram mais desiguais e tem gente que acha que persigo o sucesso. Persigo as boas histórias, isso sim.

Seus filmes são sempre metafóricos. A Vila é sobre a 'América' pós-11 de Setembro, Fim dos Tempos é sobre a paranoia da era George W. Bush. E Fragmentado?

Você que me diga. Não cabe a mim ficar dizendo sobre o que é o filme. Acho muito interessante quando as pessoas me propõem a visão delas...

Você se estabeleceu como um dos grandes criadores de monstros do cinema dos últimos 20 anos. Num certo sentido, Fragmentado é sobre dois monstros...

...Dois?

Kevin, com suas personalidades múltiplas, incluindo a Fera (The Beast), e uma das garotas, Casey...

...Mas Casey não é um monstro, ela é apenas diferente e o que o filme explora é o medo do diferente. Isso está muito enraizado na cultura norte-americana. Estamos agora num desses momentos em que o outro está sendo demonizado na América. Não vou dizer que fiz Fragmentado para esse momento, porque a gestação do filme vem de longe. Mas é impressionante como ele surge no momento certo. A adesão do público é a prova de que o filme aborda coisas que estão no ar, ou no imaginário coletivo.

Na coletiva você disse que trabalha numa sequência...

... Que já gostaria de filmar em seguida para lançar no ano que vem. São muitas coisas irresolvidas, às quais gostaria de voltar Mas fiquei curioso, por que você acha que a garota também é um monstro?

Pelo estranhamento que ela produz, e também por revelações que é bom não antecipar, porque poderiam comprometer o final. Mas talvez seja só essa questão cultural que você aborda, o medo do outro. Na verdade, acho seu cinema bem profundo. Seu poder de sugestão é grande, a forma de abordar o inconsciente. Corpo Fechado é um dos grandes filmes sobre racismo da história de Hollywood.

Sobre o quê?

Racismo, você não concorda comigo?

Já ouvi muitas interpretações sobre aquele filme e o sr. Vidro, mas essa é a primeira vez que ouço falar em racismo. De onde você tirou isso?

Na verdade, começou numa entrevista com Olivier Assayas, o diretor francês, ex-crítico de Cahiers du Cinéma. A revista tem muito apreço pelo seus filmes, e mais que todos, por Corpo Fechado. Para terminar, qual o último filme que você viu?

Lion, do qual gostei bastante.

E o melhor filme, para você. Qual é?

O Poderoso Chefão. Pela sua cara, vejo que você não concorda.

Não, pelo contrário, gosto muito do filme de Francis Ford Coppola. Mas, pelo seu cinema, arriscaria, sei lá, um Kubrick..

Falamos de storytelling. Não existe filme mais bem narrado. O Chefão é um monumento.

Confira 5 motivos para assistir A Bela e a Fera

Compartilhe esse conteúdo

Um dos filmes mais esperados do ano  chega as telonas hoje, A Bela e a Fera, que trás um elenco de peso como a Bela ( Emma Watson ), a Fera ( Dan Stevens ) e muitos outros. O longa se baseia com todos detalhes na animação tradicional da Disney de 1991, além de muitos efeitos especiais! Veja abaixo cinco motivos para não perder esse filme: 

1-Emma Watson é a Bela

Isso todo mundo já sabe né. Mas vale reforçar. rsrsrs A nossa eterna Hermione Granger é a Bela nesse filme, dando um toque todo especial a essa personagem. Como não amar?

2-A Bela é uma princesa de atitude

Bela é inicialmente camponesa, mas muitos já sabem o que acontece no futuro... enfim, Bela é esperta, decidida, corajosa, tem a mente aberta e ama ler bons livros. Ela se comporta e age de forma diferente das pessoas de seu vilarejo. A coragem dela toma destaque nessa trama, fazendo o possivel e o impossível para salvar a vida de seu amado pai. 

3-O figurino

A figurinista Jacqueline Durran arrasou nos modelos escolhidos, dando leveza e beleza, inspirados no clássico da Disney. Olha só o vestido amarelo da Bela: 

4-Tem cena gay

Sim meus queridos! Tem persoganem gay sim, LeFou (Josh Gad), e a sociedade hipócrita vai ter que engolir!!!!

 

5- Música e muita emoção

Quem não lembra das músicas do clássico Disney? Pois aqui também tem viu! E Emma dá um show catando também. 

Não perca tempo, corra para o Moviecom! Confere abaixo a programação, chama o crush e divirta-se.