WestWorld: Análise do Season Finale

Compartilhe esse conteúdo

Neste episódio analisamos o final da primeira temporada de Westworld e especulamos o que vem por aí, além de comentarmos sobre os furos que não foram explicados - confira!
 
Westworld é uma série de televisão americana desenvolvida por Jonathan Nolan e Lisa Joy, e transmitida pela emissora HBO desde 2 de outubro de 2016. A série é baseada no filme de mesmo nome, de 1973, que foi escrito e dirigido pelo escritor americano Michael Crichton, e também em sua continuação, Futureworld, de 1976. Jonathan Nolan também é o produtor executivo, juntamente com Lisa Joy, Bryan Burk, Jerry Weintraub e J. J. Abrams. A série foi oficializada no segundo semestre de 2013,[1] com ordem de 10 episódios para a primeira temporada, que estreou em 2 de outubro de 2016.[2]
 
No futuro, um parque de diversões chefiado por Robert Ford oferece a convidados apresentações de duelos entre robôs de aparência humana em cenários de Faroeste. Mas uma falha afeta a programação dos robôs e eles passam a ser uma ameaça para os frequentadores do local.
 
A estreia da série recebeu as classificações mais elevadas de audiência desde os vencedores do Emmy Award da série True Detective. Ela tem recebido elogios significativos pela crítica, especialmente por seu figurino, história, elementos temáticos e estruturação do mundo.
 
Em 14 de novembro de 2016, a HBO renovou a série para uma segunda temporada, prevista para estrear em 2018

Os vingadores 3: Guerra Infinita | Por trás das câmeras

Compartilhe esse conteúdo

Os vingadores 3: Guerra infinita só estreará dia 26 de maio de 2018 nos Estados Unidos, mas já está deixando muita gente ansiosa com essa super produção e segundo o diretor (Joe Russo), esse filme terá efeitos nunca antes vistos. Meus caros leitores imaginem só o show de efeitos especiais que terá esse filme, com isso o diretor nós deixa mais ansiosos ainda. Saca só o trailer abaixo e “morra” de ansiedade.

 

Assassin’s Creed - Figuras Colecionáveis

Compartilhe esse conteúdo

Qual nerd não gosta de action figures?

A Ubisoft anunciou a linha de miniaturas baseada na franquia Assassin's Creed. O primeiro comercial se encontra na página oficial no facebook, e você confere abaixo:

As figuras serão acompanhadas de revistas especiais. A primeira edição custa £ 2,99, a segunda £ 6,99 e as que se sucederão irão custar £ 9,99. Ainda há meios de conseguir brindes e outras coisas que estão no site oficial: http://www.assassinscreedcollection.com/.

Pronto pra colecionar todas as gerações de assassinos e se juntar na luta contra os templários?

Berserk - Novo arco do animê ganha imagem de divulgação

Compartilhe esse conteúdo

O novo arco de berserk no animê, continuação do arco de 2016, começa em abril deste ano, 2017.

Kentaro Miura, autor da obra, novamente "fez" o mangá entrar em hiato, provavelmente por está envolvido no animê. Ainda não há confirmação de retorno para o mangá, tendo sendo dito ano passado que seria mais ou menos na metade deste ano.

Enquanto o animê não chega, ficamos com um gostinho de quero mais devido a imagem de divulgação que mostra Guts vestindo a destrutiva armadura Berserk.

HARRY POTTER – As 5 melhores adaptações com HP

Compartilhe esse conteúdo

Harry Potter como todos sabem, foi e será umas das maiores franquias do cinema mundial. Seus filmes são cheios de magias, efeitos especiais, criaturas mágicas, batalhas inesquecíveis e um trio de personagens amado por milhões de pessoas. Com isso os apaixonados pela franquia chamados de Potterheads, começaram a criar várias coisas envolvendo o filme, veja nesse top Five as melhores adaptações em vídeo.

#1
   Um dos filmes mais esperados dos do ano é a Bela e a Fera com a protagonista Emma Watson (a Hermione de Harry Potter).  Veja essa adaptação feita por um fã, que está dando o que falar nas redes sociais, com o filme A Bela e a Fera:

#2
   Para aqueles apaixonados por músicas eletrônicas, um Dj brasileiro criou um remix com a famosa trilha sonora do filme vejam só:

#3
   Qal fã de Harry Potter nunca sonhou em ir para Hogward? A empresa Universal Studios criou uma de verdade, confira:

#4
   No Brasil, fãs da franquia criaram uma escola inspirada a na história do bruxo:

#5
    Os apaixonados por Harry Potter não podiam ficar sem as varinhas e veja só o que fizeram:

John Wick: Um Novo Dia Para Matar | Crítica

Compartilhe esse conteúdo

O nome John Wick possui significado magistral. Todos o conhecem, todos sabem que devem temê-lo. Esse é um dos pontos mais enfáticos da trama, que logo em seu início é frenética para fisgar o espectador e não deixá-lo desviar a atenção, nem por um minuto.

O enredo se passa logo após os acontecimentos do primeiro filme, e desta vez John está atrás de recuperar o seu carro que está sob posse de um mafioso parente dos antagonistas da trama anterior.

Após alcançar seu objetivo, sem nenhuma discrição ou cordialidade, John planeja voltar a sua vida pacata. Porém, uma antiga dívida de honra bate a sua porta, e John tem que deixar sua curta aposentadoria para cumprir a provisória, marcada com sangue, e ser envolvido numa hecatombe sanguinolenta.

A sequência tão aguardada não deixa a desejar. No quesito ação, o filme entrega tudo que o primeiro entregou, e ainda mais. Muitas coreografias com as mãos nuas, facas e armas de fogo. Num ritmo frenético ao som de uma sinfonia de tiros, com pintura em vermelho carmesim, do jeitinho que nós gostamos. Tudo entregue com quantidade e qualidade. Além de, quase não utilizar os cortes rápidos de câmera, que tanto odiamos quando usado excessivamente,  nos permitindo apreciar as coreografias em sua totalidade.

Ao mesmo tempo que somos fisgados pelo ritmo insano, também deslumbramos um visual belíssimo. Repleto de cores fortes e variadas, apesar da predominância de tons escuros e ambientes noturnos. Apresentando ambientações que chamam a atenção pela mesclagem de belas cores com estruturas refinadas. 

Se no primeiro filme tínhamos uma ar de hq, o segundo se entrega totalmente a imersão num universo próprio, com regras, ambientações e argumentos que entregam uma originalidade imensa, como ter um sommelier de armas, um costureiro de ternos a prova de balas, uma moeda própria para negociação entre mafiosos, e uma alta cúpula do crime que possui regras refinadas. Os diálogos gestuais de Ares (Ruby Rose) sendo legendados com cores fortes e com algumas palavras em caixa-alta, contribuem para enfatizar a entrega do filme a um lado mais ficcional e divertido.

Keanu dá um show como John "Fodão" Wick, além dos demais coadjuvantes, que possuem algum destaque na trama, como Common e Ruby Rose que cumpriram bem o seu papel. Porém, nem tudo são flores. As dezenas de adversários que John enfrenta, as vezes parecem possuir um surto de "burrice" crônica, simplesmente não possuindo nenhuma estratégia de combate, ou pra piorar, algumas vezes ficam parados, talvez paralisados perante a imponência de John (sim! foi ironia...), esperando o mesmo iniciar e terminar sua sequência de golpes. Claro que este "defeito" é apenas um mero detalhe que passa despercebido aos olhos menos atentos e experientes no que diz respeito a ação.

O filme cumpre o que promete e elimina não só um exército de mafiosos, mas também qualquer dúvida sobre a qualidade que iria apresentar. Passando com mérito em todos os requisitos no escopo do ramo da ação. Prepare o balde de pipoca e não pisque, porque Baba Yaga ou Bicho Papão, como John também é conhecido, vem com sangue nos olhos.

Abaixo você pode conferir a programação no Moviecom, e não esqueçam de participar dos nossos sorteios semanais de ingressos para o Moviecom que rolam nas nossas redes sociais   @praianerd. Fiquem ligados!