Mulheres são 25% dos empregados no mercado de energias limpas

Mulheres são 25% dos empregados no mercado de energias limpas

Compartilhe esse conteúdo

597cca198a8d3601c46b579b.jpg

Esse tema foi discutido durante a 3ª edição do Ciclo de Debates do Conselho Técnico Científico do CERNE

Atualmente, as mulheres representam cerca de 25% da força de trabalho no mercado de energia eólica e solar em todo o mundo. Esse e outros temas foram discutidos durante a 3ª edição do Ciclo de Debates do Conselho Técnico Científico do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), ocorrido ontem (28), no Instituto Federal de Educação Tecnológica do RN (IFRN), em Natal. 

O evento também abordou o crescimento da energia eólica no Brasil e seus aspectos quanto a mercado, tecnologias e qualificação profissional.

A diretora executiva da Associação de Mulheres nas Indústrias Sustentáveis e Energia Renovável (WRISE, em inglês), Kristen Graf, participou do evento diretamente de Nova Iorque e falou sobre o trabalho desenvolvido pela associação. 

“Nós trabalhamos com a inserção e avanço das mulheres dentro do setor de energias renováveis. Acreditamos que uma força de trabalho diversificada é uma chave estratégica para a construção de uma economia mais robusta e inclusiva na área de energia renovável”, enfatizou Graf, durante videoconferência.

“Nós fizemos um grande progresso nos últimos anos, mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Sabemos que uma equipe diversa é melhor para a tomada de decisões e melhor para os negócios”, salientou a executiva.