ABC agora luta para evitar a pior campanha do ano

ABC agora luta para evitar a pior campanha do ano

Compartilhe esse conteúdo

59df7a02bf876a01a3012c1d.jpg

Itamar Schülle, técnico do ABC

Dezoito. Esse é o número de pontos conquistados pelo ABC em 28 jogos nesta Série B, em 84 pontos disputados. O fraco aproveitamento é de 21.4%. Restando apenas dez rodadas para o término da competição, o ABC parece cada vez mais atolado na areia movediça que é a zona de rebaixamento.

Com uma situação praticamente irreversível, o clube luta agora para evitar a sua pior campanha em sua curta trajetória na competição. Nas vinte e uma vezes em que o clube participou da Série B, o ABC amarga três rebaixamentos: em 2001, 2009 e 2015. As duas últimas já seguindo o modelo atual, por pontos corridos, formato adotado pela CBF a partir de 2006. Com a fraca campanha na edição vigente, o alvinegro caminha a passos largos para a sua terceira queda.

Nas duas vezes em que terminou entre os quatro últimos colocados, em 2009 e em 2015 (levando-se em consideração apenas as edições dos pontos corridos), o ABC somou mais de 30 pontos e não venceu mais do que seis partidas.

O que consola os abecedistas é saber que o retrospecto atual já não tem mais como ser a pior campanha da história do torneio. Em 2011, o Duque de Caxias somou apenas 17 pontos e até hoje é o detentor da pior participação.

No quesito piores campanhas, o time carioca é seguido do Mogi Mirim-SP, 23 pontos em 2015; CRB-AL, 24 em 2008; Portuguesa-SP, 25 em 2014; Sampaio Corrêa-MA, 27 em 2016; e Grêmio Barueri-SP, 30 em 2012.

Porém, caso não vença mais nenhuma partida nesta Série B, o clube terá a segunda pior campanha da história do certame, uma vez que possui apenas dezoito pontos.

Voltando agora para 2001, quando a Série B contava com 28 clubes e era dividida em dois grupos (os dois piores colocados iam diretamente à Sé- rie C, que ainda contava com uma repescagem), o time de Natal somou 29 pontos e essa é atualmente a pior campanha da história do clube no torneio.

Para não terminar no top five das piores campanhas da Série B, o ABC precisa vencer pelo menos mais quatro partidas para chegar aos 30 pontos (se igualando ao Barueri, em 2012). Já para não ter a sua pior participação na história do torneio, os comandados de Itamar Schülle precisam triunfar em mais seis ocasiões, o que elevaria o clube aos 36 pontos conquistados.