10 Melhores filmes sobre VINGANÇA

10 Melhores filmes sobre VINGANÇA

Compartilhe esse conteúdo

Ahhhhhh   doce, amarga ou fria, enfim VINGANÇA! Mesmo que tardia, mesmo que longínqua em muitos casos, planejada ou realizada de imediato, ela se torna um dos objetivos mais aguardados, idealizados e concretizados por muitos personagens do cinema. Para chegar a tal nível de escolha, o personagem vive circunstâncias, situações em sua vida que geralmente forçam e direcionam suas atitudes para um nível um tanto drástico, com o objetivo que permeia causar dor e sofrimento ao seu agressor. Essa atitude não parece correta na maioria dos casos, mas lá no fundo temos vontade de fazer o mesmo, e acabamos torcendo para que o plano de vingança seja executado com maestria pelo personagem. Vejamos alguns filmes, escolhidos entre tantos, que retrata essa temática e que conseguiram expor de forma primorosa esse tema no cinema:

10- Doce vingança (2010)

Esse é um remake do filme A vingança de Jennifer de 1978. Apesar do titulo um tanto quanto estranho, a história continua a mesma do o seu antecessor. Tem como personagem principal, uma jovem escritora, Jennifer Hills (Sarah Butler), que resolve se isolar temporariamente numa cabana para escrever um romance, mas se torna vitima de moradores de um vilarejo próximo, que acabam torturando a jovem psicologicamente e fisicamente.  Esse filme possui uma vingança mais planeja e mais impactante que o original, além de ter a cena de estupro reduzida para o nosso alivio, pois o que interessa mesmo são as cenas de vingança merecidas e arquitetadas que nos faz contorcer no sofá e torcer cada vez mais pela personagem (destaque para a cena da banheira...explícita e agonizante).

9- A pele que habito (2011)

            Esse é provavelmente o filme mais violento de Pedro Almodóvar. Um tipo de filme surpreendente e controverso, causando um desconforto enorme para quem o assiste. O filme é uma adaptação do livro Tarantula do escritor Thierry Jonquet e conta a história do personagem Robert Ledgard. Um cirurgião plástico que após a morte de sua esposa, busca incessantemente construir uma pele artificial perfeita. Tenho medo de soltar spoiler sobre esse filme, pois contar algo mais de sua trajetória pode acarretar a descoberta de grandes revelações. O que você precisa saber é que a vingança está lá, em cada cena, em cada atitude e em cada olhar aflito dos personagens. Lógico que esse não é o tema central, mas é algo que permeia a trama e que fará você se sentir incrivelmente tenso e perturbado ao constatar a vingança nessa obra cinematográfica. 

8- Sweeney Todd - O barbeiro demoníaco da rua Fleet (2007) 

Deseja ver sangue jorrando, enquanto o personagem principal canta sua trilha sonora de vingança? Então você deve assistir a esse filme/musical que expõe bem a carnificina realizada pelo barbeiro Benjamin Barker (Johnny Depp), que após ser obrigado a deixar sua esposa e filha, passa anos afastado de Londres retornando a cidade extremamente louco por vingança, sendo agora conhecido como o babeiro Sweeney Todd. O personagem se sente completo novamente com sua lâmina de barbear afiada, quase como uma extensão de seu braço, que se torna conjunto primordial para sua vingança, sendo a lâmina o principal instrumento para fins macabros. A barbearia é o principal cenário das mortes realizadas por Seweeney Todd, que serve como fachada para os planos de sua cúmplice sra. Lovett (Helena Bonham Carter), na confecção de suas famosas tortas de carne. Nem queira saber de onde vem a carne ¬¬ 

7- Mad Max (1979)

Num futuro distópico, o combustível é artigo de luxo, e disputado por gangues que procuram gasolina para os motores dos carros. A vingança aqui é resultado do drama vivido pelo personagem Max Rockatansky (Mel Gibson), que acaba tendo a sua família e amigo vitimas de uma dessas gangues. O sofrimento do personagem é personificado pelo olhar aflito e vingativo de Mel Gibson e pelas mortes que ele vai deixando no caminho, sendo as cenas de perseguição um prato cheio para quem gosta de carros. O filme teve um baixo orçamento, mas com o passar dos anos, se tornou um verdadeiro clássico.

6- O conde de Monte Cristo (2002)

Você foi traído pelo seu melhor amigo e ficou na merda? Não fique tão aflito. Treine, estude, treine e estude. Após isso, basta encontrar alguém que morra...ops... que te dê de bom grado uma bela grana para se reerguer e colocar seu plano de vingança em prática. Filme maravilhoso advindo de uma obra incrível de Alexandre Duma, uma das várias adaptações que foram parar no cinema, mostrando a trajetória de Edmond Dantes (James Caviezel) que acaba sendo traído por seu amigo (que de amigo não tem nada, uma verdadeira naja), o conde Ferdinand Mondego (Guy Pearce). Dantes passa anos preso planejando sua vingança, incluindo em sua lista o seu falso amigo e sua ex noiva Mercedes (Dagmara Dominczyk). 

5- 2 Coelhos

Filme brasileiro que me surpreendeu bastante. Ação, vingança, violência, reviravoltas e até romance, tudo junto e misturado fazendo inclusive referências à cultura pop. Vídeo games estão lá, inclusive uma katana (espada japonesa) nesse filme nacional que conta a história de Edgar (Fernando Alves Pinto) que depois de provocar um acidente de carro, decide fazer vingança com suas próprias mãos, arquitetando um plano mirabolante contra a corrupção. Um filme bastante interessante com uma narrativa frenética, trilha sonora incrível e com um final surpreendente.   

4- Kill Bill vol.1 e vol.2 (2004)

Sou incrivelmente suspeita para falar desse filme. Não apenas o primeiro, mas ambos devem entrar na lista, (ainda aguardo ansiosa por um possível vol.3, vol.4, vol.5....). O filme é uma verdadeira referência a muitos outros filmes famosos pertencentes ao gosto do surpreendente diretor Quentin Tarantino, que confessou inúmeras vezes, ter se inspirado e feito referências a diversos filmes para compor a personagem e a história dessa incrível obra. Temos a Noiva (Uma Thurman) que era uma perigosa assassina conhecida como Mamba negra, pertencente ao grupo liderado por Bill (David Carradine), mas ela decide sair do grupo após ficar grávida e no dia do seu casamento, acaba sofrendo uma tentativa de assassinato realizada por seu antigo grupo e após anos em coma, decide se vingar começando pelas assassinas Vernita Green (Vivica A. Fox) e O-Ren Ishii (Lucy Liu). Se você não curte cenas violentas, lutas, lâminas e sangue, muito sangue, MUITO SANGUE MESMO, nem assista esse filme. Mas se você for amante de cultura pop, filmes asiáticos, animes, katanas, filmes estilo western, kung fu, entre outras coisas que recheiam esse filme, sente-se no sofá com uma boa pipoca e refri e aproveite essa incrível obra de vingança, curtindo inclusive a sua incrível trilha sonora. 

3- Mr. Vingança (2002)

    Chocar. Essa com certeza é uma das principais intenções do talentosíssimo diretor coreano Park Chan-wook. Esse filme é o primeiro pertencente a trilogia com tema de Vingança realizado por esse diretor coreano. Os três filmes constituem histórias distintas e que não se entrelaçam, mas que regem e executam muito bem o conceito central dos seus personagens, o simples ou não, ardiloso e cruel, ato de se vingar. Poucos diretores no cinema conseguiram, na minha opinião, exemplificar de forma tão envolvente e dramática esse tema que permeia o desejo humano, nos fazendo questionar sobre a real natureza humana.

Nesse filme de 2002, conta a história de Ryu (Shin Ha-Kyun), um jovem surdo-mudo que trabalha em uma grande companhia e tenta conseguir desesperadamente um transplante de rim para sua irmã doente. Após ser enganado pelo mercado negro, Ruy decide sequestra a filha do empresário Dong-Jin (Song Kang-Ho) para assim conseguir o dinheiro do transplante, mas o plano não sai como esperado e o que se sucede são planos de vingança entre Dong-Jin e Ryu.

2- Lady Snow Blood (1973)

Eis aqui uma obra-prima do cinema nipônico baseado no mangá Yuki – Vingança na Neve de Kazuo Koike. Dirigido por Toshiya Fujita, o filme conta a história de Yuki ( Meiko Kaji) que nasce dentro de uma prisão e herda o desejo de vingança contra os responsáveis pela morte do seu pai e o estupro de sua mãe. A jovem cresce sendo treinada para se tornar uma assassina e colocar seus planos de vingança em prática. Kill Bill foi explicitamente inspirado nesse filme, e vemos várias referências que vieram de Lady Snow Blood, como a personagem O-Ren Ishii interpretada por Lucy Liu, que é uma cópia moderna de Yuki, tendo inclusive a mesma trilha sonora como tema, a música “Shura no Hana” cantada pela atriz Meiko Kaji, além de toda a trajetória de vingança traçada pela Noiva (Uma Thurman). Esse filme é uma obra singular, única, que consegue traduzir de forma intensa, além de lutas sangrentas, o tema de vingança.

 

1-Oldboy (2003)

Tinha que colocar esse filme no primeiro da lista. Sabe aquele tipo de filme que após você assistir, ele fica ali na sua mente causando um tipo de inquietação? Certamente foi o que ocorreu comigo após assistir Oldboy. Estou mencionando o filme coreano de 2003, também dirigido por Park Chan-wook, e não o remake “paródia” americano de 2013, que é um verdadeiro insulto a esse cultuado filme asiático, que surpreendeu inclusive Quentin Tarantino. Esse filme é o segundo da trilogia sobre vingança, e dentre os três, é o meu preferido, o segundo filme é o Lady vingança (2005) que não coloquei na lista, mas considero um filme excelente nesse gênero.

Oldboy é baseado no mangá de mesmo nome, conta a história de Oh Dae-su (Choi Min-sik) que é mantido preso num quarto de hotel por quinze anos sem saber o motivo, além de ter sido acusado pela morte de sua esposa. Ao sair, Oh Dae-su vai em busca de vingança além de tentar descobrir a verdade por trás de seu confinamento. Filme incrivelmente forte, abordando assuntos que são tabus no ocidente, direção, história e atuações excelentes, além de nos fazer refletir intensamente sobre nossas ações, inclusive pequenas ações que podem destruir vidas. Destaque para a cena de luta do personagem Oh Dae-su utilizando um martelo, e para a frase que tão cedo será esquecida: “Ria, e o mundo vai rir com você. Chore, e você vai chorar sozinho.”